22 de setembro de 2015

Villaggio Bassetti Rosé - Merlot e Pinot Noir 2013

Nome: Villaggio Bassetti Rosé
Safra: 2013
País: Brasil
Região: São Joaquim, Santa Catarina
Produtor: Villaggio Bassetti

Uvas/Corte: 50% Merlot, 50% Pinot Noir
Teor alcoólico: 13%
Rolha: Cortiça
Preço: Gentilmente oferecido pelo Jacy

Degustado em: 10 de abril de 2015
Onde Bebeu: Casa da comadre Márcia e do compadre Jacy, em São José
Harmonizado com: Boa conversa depois de sairmos para comer fora na Crazy Friday
Com quem: Claudio, Rafaela, Jacy, Márcia e Nicolas


Comentário do Produtor

A coloração deste vinho denuncia a eleboração por prensagem direta, permitindo manter as caracterisiticas de frescor e de aromas de um vinho alegre. A melhor harmonização para este vinho é uma boa companhia! Características organolépticas: límpido, de coloração pêssego à salmão, macio em boca e retrogosto agradável e persistência mediana. Temperatura de serviço: 9°C Harmonização: Peixes, frutos do mar, massas com molhos à base de ervas.

Impressões da Rafaela
Claudine resolveu comemorar seus 40 anos e nós não poderíamos perder a festa. Aproveitamos então para ir um dia antes e passar algumas horas com meus queridos amigos Márcia e Jacy e meu afilhado belo e inteligente Nicolas. Chegamos cedo e fomos recebidos com um almocinho tardio. Depois de uma tarde de conversa e após os apelos do Nicolas, fomos comer hambúrgueres em um local bem bonito no Kobrasol. Ao voltarmos para casa, o Jacy decidiu abrir este rosé catarinense para provarmos. Estava muito bom. Foi uma viagem bem rápida, mas valeu muito a pena termos ido.


Comentário do Claudio
Gosto dos vinhos de Santa Catarina. A produção no estado ainda é nova, mas bom vinhos estão saindo de lá, mostrando que o estado e sua altitude/frio podem produzir bons resultados e certamente em um futuro próximo vamos ouvir falar bastante da região. Villaggio Bassetti é um produtor que vem se mostrando bem interessante. Já provei um de seus tintos e um sauvignon blanc muito interessantes. Este rosé se mostrou muito agradável. Como estávamos batendo papo, não fiz nenhuma anotação do vinho. A garrafa acabou rapidamente e ficou a vontade de prová-lo novamente.

8 de setembro de 2015

Do #winebar: irRosso di Casanova di Neri

Nome: irRosso di Casanova di Neri
Safra: 2013
País: Itália
Região: Sant'Antimo Doc Rosso, Montalcino, Toscana
Produtor: Casanova di Neri

Importadora: Expand

Uvas/Corte: Sangiovese e colorino
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Cortiça

Onde foi comprado: Gentilmente nos presenteado pelo Winebar
Degustado em: 20 de agosto de 2015
Onde Bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Massa caseira com manteiga e sálvia
Com quem: Claudio e Rafaela


Produtor:
Questo vino nasce dalle nostre uve dei vigneti de "Le Cetine" posti a sud di Montalcino dove nascono il Brunello Tenuta Nuova ed il Rosso di Montalcino. E' ottenuto da uve Sangiovese Grosso e Colorino (impiantato riproducendo delle vecchie piante che trovammo nei nostri vigneti più vecchi). Abbiamo cercato di produrre un vino di grande tipicità e legame con la nostra terra ma con lo stile e le caratteristiche dei vini di Casanova di Neri. Si lascia bere subito o conservato qualche anno potrà dare maggiori soddisfazioni.

Impressões da Rafaela
Um belo dia o Claudio chegou em casa e havia uma caixa na recepção nos esperando. Dentro dela, este vinho de Montalcino. Uns dias depois descobrimos que ele seria o tema do próximo Winebar. Quando chegou o dia da apresentação, não conseguimos abri-lo. Aproveitamos que faríamos uma massa caseira no sábado para prová-lo. Talvez a harmonização ideal seja com carne, mas o que posso dizer é que gostei muito dele acompanhando a nossa massa ao "burro e sálvia". É um vinho muito gostoso. Bateu uma saudade de nosso passeio por Montalcino. Creio que está na hora de voltarmos.

Comentário do Claudio

Mais um belo vinho apresentado no Winebar. Além deste, mostrou-se os excelentes vinhos da vinícola Casanova di Neri importados pela Expand. Este irRosso é um vinho com o espírito italiano. Um corte de Sangiovese e Colorino, típico italiano que cresce com um belo jantar. Mesmo não escolhendo a harmonização perfeita, nosso molho ao burro e sálvia não fez feio e ajudou a criar o espírito italiano na noite. Vinho bem feito, de boa intensidade em boca, ainda jovem e com potencial para envelhecer um pouco, tem um estilo que me agrada muito. Em boca mostra boa fruta vermelha misturado com algo levemente picante, gostoso de beber, é daqueles vinhos que a garrafa acaba rápido e você fica com vontade de beber mais uma taça. Boa experiência. Recomendo.

Boschi Brut - Chardonnay, Riesling e Merlot

Nome: Boschi Brut
País: Brasil
Região: Serra Gaúcha
Produtor: Maximo Boschi

Uvas/Corte: Chardonnay 25%, riesling 55% e merlot 20%
Teor alcoólico: 12%
Rolha: Cortiça
Preço: R$ 38

Numeração da garrafa: 0947/5000
Onde foi comprado: Cadeg
Quando foi comprado: abril de 2015
Degustado em: 9 de abril de 2015
Onde Bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Bruschettas, cogumelos
Com quem: Claudio e Rafaela


Comentário do Produtor
- Visão: coloração levemente amarelo-palha e rosáceo, límpida, brilhante e com reflexos. 

- Olfato: fino, elegante, fresco e ressaltando notas de frutas tropicais, como pêssego, abacaxi maduro e goiaba. 
- Paladar: com persistência longa e acidez bem refrescante. No retrogosto, ressalta a jovialidade.

Impressões da Rafaela
Gostei muito deste espumante. Ele tem todas as características que me agradam em um espumante. Não é amargo, nem doce em demasia, bastante equilibrado nos aromas e no sabor. Além disso, tem ótimo custo/benefício. Foi ótimo! 


Comentário do Claudio

Não conhecia esta linha de espumante da Máximo Boschi. Os vinhos e espumantes desta vinícola são conhecidos por envelhecer bem e entrarem no mercado com alguns anos de vida. Outros espumantes que provei deles se mostraram com grande evolução e muito complexos. Este brut mostrou características diferentes dos outros vinhos. Bem fresco, jovem, acidez marcante com notas levemente doces e algo de maçã verde, se mostrou fácil de beber. Um espumante refrescante e para beber sem compromissos.