31 de julho de 2015

Fausto Pizzato Brut: Espumante perfeito para uma comemoração

Nome: Fausto Pizzato Brut
Safra: 2014
País: Brasil
Região: Serra Gaúcha
Produtor: Pizzato

Uvas/Corte: Chardonnay e pinot noir

Teor alcoólico: 12%
Rolha: Cortiça

Degustado em: 31 de julho de 2015
Onde Bebeu: Casa do Gilberto e da Julia
Harmonizado com: Diferentes pratos
Com quem: Claudio, Rafaela, Gilberto, Julia, Vinicius e demais convidados


Impressões da Rafaela
Neste dia brindamos o aniversário do Gilberto em uma festa superagradável na Barra da Tijuca. Claudio, que estava dirigindo, acabou não provando novamente este espumante que é gostoso e tem um preço fantástico. Harmonizou muito bem com o famoso pão de linguiça preparado pelo Claudio. Eu sempre gosto muito de ir a casa do Gilberto e da Julia porque aí posso rever meus dois queridos amigos, o Esperto e o Feliz, os gatos com o pelo mais macio do planeta.

30 de julho de 2015

Lucarelli Primitivo Puglia 2013

Nome: Luccarelli Primitivo Puglia
Safra: 2013
País: Itália
Região: Manduria
Produtor: Luccarelli

Uvas/Corte: Primitivo
Teor alcoólico: 14%
Rolha: Cortiça
Onde foi comprado: Bistrô Ouvidor, Rio de Janeiro
Degustado em: 30 de julho de 2015
Onde Bebeu: Bistrô Ouvidor, Rio de Janeiro
Harmonizado com: Lasanha de camarão e nhoque de abóbora com carne seca
Com quem: Claudio e Rafaela

Impressões da Rafaela
Escolhemos jantar no Bistrô Ouvidor, lugar tranquilo, onde se pode comer e beber bem. Claudio sempre pergunta ao Efraim o que ele tem de bom. Nesta noite Efraim escolheu este italiano. Gostamos bastante. Eu ainda mais pois harmonizou bem com meu prato preferido, o nhoque de abóbora com molho de carne seca.

Comentário do Claudio
Em mais um jantar agradável no Bistro Ouvidor, pedimos uma indicação de vinho para o sommelier Efraim. Foi uma boa escolha. Um vinho fácil de se gostar, taninos macios, leves notas doces em boca, boa estrutura, vai escoltar bem um prato não muito pesado. Uma boa pedida, um vinho que irá agradar, vale conhecer.

23 de julho de 2015

Brunello di Montalcino Camigliano 2010

Nome: Brunello di Montalcino
Safra: 2010
País: Itália
Região: Montalcino
Produtor: Camigliano

Teor alcoólico: 14,5%
Rolha: Cortiça
Onde foi comprado: Gentilmente oferecido pelo Marcel
Quando foi comprado: Julho de 2013
Degustado em: 23 de julho de 2015
Onde Bebeu: Em casa, no Rio de Janeiro
Harmonizado com: Pães e acepipes, massa e molhos caseiros
Com quem: Claudio, Rafaela, Nina e Marcel

Descrição do produtor: 
Dai migliori vigneti dell’azienda, la produzione dei quali viene mantenuta molto sotto il limite consentito da disciplinare, vengono selezionate le uve per la produzione del Brunello. Grande vino, dai profumi intensi e dai tannini equilibrati, che sa esprimere tutte le caratteristiche del “terroir” per la qualità e tipicità, sia nella selezione dei cloni, che nella scelta dei terreni meglio esposti e soleggiati. Un vino di classe che promette un'evoluzione interessante e prolungata nel tempo. Si consiglia nelle occasioni importanti, per festeggiare una persona cara o un ospite di riguardo.

Impressões da Rafaela
Sempre ficamos felizes quando a Nina nos avisa que estão vindo ao Rio. Desta vez havíamos pensado em ir ao restaurante Puro no Jardim Botânico, mas como o Marcel viria de outra região e só depois pegariam o voo para o Rio, resolvemos fazer algo em casa, para evitar um atraso no restaurante. No final, deu tudo certo na viagem de vinda, mas acabamos ficando aqui em casa mesmo. Nina e Marcel trouxeram até sobremesa. Foi uma noite animada em ótima companhia. Tomara que possamos repetir em breve.

Comentário do Claudio
Recebemos para jantar os amigos Marcel e Nina que estavam no Rio. Sempre é muito agradável encontrá-los. Nesta noite o Marcel gentilmente trouxe uma garrafa deste excelente e equilibrado Brunello. Para quem gosta de Brunellos, este é um vinho certeiro. Acompanhou perfeitamente a noite e o bom papo.

17 de julho de 2015

Fim de semana animado no Vivendo Vinhos Place

Em julho de 2015, depois de meses de expectativa, passamos um fim de semana no Vivendo Vinhos Place, casa dos amigos Cris e Val, em Jundiaí/SP.
Esperamos ansiosos por este fim de semana. Saímos cedo de casa na manhã de sexta rumo a Jundiaí, onde iríamos encontrar nossos anfitriões, Cris e Val, e os amigos Gil, Érika e Antônia, que iriam de Uberlândia. Chegamos a tempo de almoçar com a Val em um lugar bonito, de comida farta e boa. Um pouco de tempo mais tarde, o grupo estava quase completo, faltava apenas o dono da casa, que não conseguiu sair cedo do trabalho.
À noite o jantar foi especial com direito a risoto e muita conversa ao redor da mesa. Planejamos visitar Holambra no dia seguinte. E foi uma ótima decisão. A cidade não é grande, mas tem um centrinho fofo. Dali saímos para um passeio em algumas estufas de flores. A cidade é conhecida por exportar flores de diferentes tipos. Depois do passeio e de um almoço enorme no Velho Holandês, passamos em uma grande floricultura. Pena que fica tão longe de casa, pois ficamos impressionados com a quantidade de mudas disponíveis. Deu vontade de comprar um pouco de tudo.
Cris fez um churrasco logo depois que chegamos. Provamos a exclusiva cerveja Tapera, feita pelo Gil. Seguimos com a conversa por algumas horas.
Passou tão rápido.
Logo já era domingo e quando menos esperamos mais um bando de amigos paulistas chegou para o almoço. Vanessa, Alexandre e Luiza. Dani, Tati e Antonio. Emerson e Simone. O grupo estava completo e repetimos várias vezes a galinhada que o Emerson preparou. Como sou desavergonhada para essas coisas, logo providenciei um potinho para trazer um pouco para meu almoço de segunda. À tarde pegamos novamente a estrada para casa. Foi muito bom e esperamos repetir esta viagem em 2016. Muito obrigada, queridos Cris e Val!

16 de julho de 2015

Fondue com champagne e vinho e chileno

Nome: Möet & Chandon / Viña Laroche
Safra: - / 2013
País: França / Chile
Região: Champagne / Valle de Casablanca
Produtor: Möet &; Chandon / Viña Laroche

Uvas/Corte: - / Sauvignon Blanc
Degustado em: 16 de julho de 2015
Onde Bebeu: Casa do Miguel e da Paula, Rio de Janeiro
Harmonizado com: Fondue e pães
Com quem: Claudio, Rafaela, Paula, Miguel, Rafa e Tuti

Impressões da Rafaela
Na véspera de nossa viagem a Jundiaí, finalmente conseguimos marcar para comer um fondue na casa do Miguel e da Paula. Foi ótimo, depois de tanto tempo, colocar a conversa em dia. Ainda pudemos ver os meninos e o Bono. Miguel resolveu abrir esta garrafa de champagne que já tinha há algum tempo. Nós levamos este chileno que estava gostoso.

Comentário do Claudio
Sempre é gostoso ir na casa do Miguel comer um fondue. Clima agradável, papo animado. Para abrir a noite, Miguel abriu uma garrafa de Champagne Moet &Chandon. Não sei se a garrafa ficou armazenada por muito tempo, mas o Champagne infelizmente não estava não estava em sua melhor forma. Passamos para o o agradável Sauvignon Blanc chileno. Vinho muito bem equilibrado, sem aquelas notas verdes em excesso que encontramos em alguns Sauvignons Blanc daquele país. Funcionou com o queijo do fondue. Um bom vinho que acompanhou bem a noite.

14 de julho de 2015

Espumante Fausto, ótimo custo/benefício

Nome: Fausto Pizzato Brut
País: Brasil
Região: Serra Gaúcha
Produtor: Pizzato

Uvas/Corte: Chardonnay 93%, Pinot Noir 7%

Teor alcoólico: 12%
Rolha: Cortiça

Preço: R$ 26
Onde foi comprado: Cadeg, no Rio de Janeiro
Comprado e degustado em: 14 de julho de 2015
Onde Bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Yakisoba
Com quem: Claudio e Rafaela


Comentário do Produtor
De cor amarelo clara e reflexos esverdeados, perlage fina e abundante. Aromas de flores brancas, frutas cítricas maduras, frutas cristalizadas e pão. Amplo na boca, acidez e álcool equilibrados, leve, refrescante e cremoso. 

Impressões da Rafaela
Claudio foi ao Cadeg por acaso hoje e voltou com uma bolsa cheia de espumantes. Da sacola saíram velhos conhecidos, mas algumas garrafas que ainda não havíamos provado. Um deles é este Fausto, feito pelos Pizzato. Já provamos vários vinhos de lá, mas ainda estava faltando este espumante, que o Claudio encontrou com um preço muito bom: R$ 26. Ficamos muito satisfeitos. O espumante tem ótima cremosidade, sabor especial. Uma ótima compra. E ainda harmonizou com nosso yakisoba. 


Comentário do Claudio
A família Pizzato é reconhecida por produzir bons vinhos. Sempre são lembrados pelos seus tintos, principalmente das uvas Merlot e Tannat e também pelos brancos, destaque para a Chardonnay. Mas injustamente quase sempre quando falamos de espumante, a Pizzato nem sempre é citada. Temos provado ótimos espumantes feitos na vinícola e este Fausto Brut surpreende pela excelente qualidade por um ótimo preço. Um espumante muito bem feito, acidez equilibrada, boa cremosidade em boca, equilibrado e versátil, fácil de se gostar. Uma opção surpreendente, um espumante de ótima qualidade. Recomendo.

11 de julho de 2015

Cava Real de Aragón Brut Rosé / Dunamis Cor

Nome: Cava Real de Aragón Brut Rosé / Dunamis Cor
Safra: - / 2011
País: Espanha / Brasil
Região: Catalayud / Campanha Gaúcha
Produtor: Bodegas Langa / Dunamis

Uvas/Corte: - / 50% Merlot / 40% Cabernet Franc / 10% Cabernet Sauvignon

Teor alcoólico: 12% / 12%
Rolha: Cortiça

Numeração da garrafa: -
Preço: Gentilmente nos presenteados pela Wine e pela Vinícola Dunamis
Onde foi comprado: -
Quando foi comprado: -
Degustado em: 11 de julho de 2015
Onde Bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Caponata de pimentões, cogumelos, tomatinhos assados, massas com molhos carbonara, funghi e pesto. Docinhos da Torta e Cia de sobremesa
Com quem: Claudio, Rafaela, Mauro, Marcela e Regina Helena


Comentário do Produtor

Dunamis: Visualmente límpido e brilhante. No olfato é agradável, lembrando frutas vermelhas, com algumas notas de pimentão verde, pimenta, e baunilha evidenciando a passagem pelo carvalho. Em boca é equilibrado, acidez e taninos presentes, porém macios e delicados.

Impressões da Rafaela
Jantar com a família com praticamente todos as comidinhas feitas em casa. Preparamos durante o dia uma caponata de pimentões, que ficou campeã, além de cogumelos frescos e os tomatinhos que aprendemos a fazer com a Vanessa, a srª. Diário de Baco. O cava estava delicioso e foi muito bem com os acepipes. O vinho, infelizmente, já havia passado do seu auge. Ainda estava bom para beber, mas claramente deveria ter sido aberto antes. 


Comentário do Claudio
Preparamos um jantar quase todo caseiro, com pães, entradinhas, molhos e massas. Para acompanhar começamos com o agradável espumante rosé Cava Real de Aragón, que funcionou muito bem com as entradinhas e os pães do jantar. Na sequência, para acompanhar a massa, abrimos um tinto brasileiro da região da Campanha. Esta garrafa já estava comigo há algum tempo e não sei se pelo armazenamento o vinho já tinha passado do ponto e mostrou certo declínio. Apesar disto, a noite foi bastante agradável.

2 de julho de 2015

Um vinho mais refrescante: Vinho Verde

No fim da tarde de 2 de julho de 2015 Claudio participou no Rio de Janeiro da degustação e jantar harmonizado promovida pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, realizado no restaurante Vieira Souto.

A região do Vinho Verde em Portugal é famosa por produzir vinhos de ótima acidez, leves, frescos e, como eles mesmo dizem, vinhos mais refrescantes. Todo o material de divulgação é muito bem feito e leva este clima descontraído, informal e sempre marcando o conceito refrescante. Acho muito interessante a linguagem usada. Além de ser um conceito muito ligado às características gustativas dos vinhos da região, a linguagem é mais fácil de atingir um público que não tem tanta intimidade com vinhos.

Este clima se repetiu na degustação/jantar no Vieira Souto. Ao chegarmos ao segundo andar do restaurante, estavam a nossa espera nada menos do que 29 vinhos diferentes. Cada convidado podia escolher quais vinhos queria provar, na ordem que quisesse e quantas vezes fosse necessário para conhecer e apreciar os vinhos de excelente e vibrante acidez, fáceis de se gostar, que combinam com o nosso clima e muito refrescantes.

Na sequência fomos convidados para o excelente jantar do Vieria Souto: entrada, Gravlax de Salmão; primeiro prato, risoto de camarão; e prato principal, bacalhau. A indicação era para experimentar diferentes vinhos com os pratos, sempre neste clima descontraído. Observamos de perto toda a versatilidade dos vinhos.

Provamos muitos bons vinhos durante a noite, seguem alguns destaques:
- Casa de Vilacetinho Avesso Colheita Selecionada 2014
- Soalheiro Alvarinho 2014
- Soalheiro Alvarinho Reserva 2013, o destaque da noite em minha opinião
- Portal do Fidalgo Alvarinho 2013
- Covela Avesso 2013

Prove um Vinho Verde e refresque-se!