31 de janeiro de 2015

Passeio entre as videiras da Aracuri em Muitos Capões/RS


Nome: Aracuri Brut / Aracuri Pinot Noir
Safra: 2013 / 2014
País: Brasil
Região: Campos de Cima da Serra, Muitos Capões/RS
Produtor: Aracuri

Uvas/Corte: Pinot Noir 100% / Pinot Noir 100%
Teor alcoólico: 12% / 12,5%
Rolha: Cortiça
Onde foi comprado: Gentilmente nos presenteado pela Paula Schenatto, enóloga da Aracuri
Degustado em: 31 de janeiro de 2015
Onde bebeu: Casa da mãe da Rafaela
Harmonizado com: Porco assado, arroz, farofa, salada e maionese, além de cassata e pudim
Com quem: Claudio, Rafaela, Luci e Paula

Comentário do produtor:
Blanc de Noir: coloração amarelo dourado. Apresenta perlage fina, constante e elegante. No nariz se destacam os aromas da fermentação com notas tostadas e de frutas secas. No paladar é cremoso, com toque mineral e tostado. Além de volume de boca e acidez equilibrada.
Pinot Noir: aromas intensos e elegantes, destacando-se frutas vermelhas com notas de cacau. Paladar complexo e equilibrado com acidez vibrante. Harmonização: carnes leves; molho funghi; molhos pouco condimentados; queijos leves.

Impressões da Rafaela
Ao viajar para Vacaria, pensamos logo em provar alguns vinhos da região. A ideia era ir a uma pizzaria na sexta-feira à noite e vermos o que nos oferecia a carta. No final da tarde, porém, passamos por um imprevisto. Bem na hora em que fomos comprar carne para o churrasco que faríamos no sábado, o supermercado estava sendo assaltado. A história tem bastante detalhes, mas resumindo: a sexta-feira à noite foi em casa mesmo, com o Claudio com o nariz inchado depois de levar um soco ou uma coronhada no nariz. A mãe fez uma jantinha e ficamos quietos no nosso canto. Como o Claudio acordou bem disposto, mantivemos o passeio agendado com a Paula Schenatto, enóloga da Aracuri, e fomos conhecer os vinhedos em Muitos Capões. Aproveitamos também para dar uma voltinha lá no sítio. Depois do passeio, voltamos à Vacaria para almoçar. A mãe fez um porco no forno à lenha. Para acompanhar a comida, abrimos o espumante chardonnay, de que gostamos muito, e o pinot, também muito bom. Foi um ótimo sábado em boa companhia. Paula até começou a aprender frivolité com a mãe.

Comentário do Claudio
Quando marcamos a nossa viagem para Vacaria, entrei em contato com a Paula, enóloga da Aracuri e descobrimos que ela também estaria na região. Marcamos de nos encontrar e o passeio começou com uma visita às parreiras da vinícola, em Muitos Capões. Já havíamos passado por ali em outras oportunidades, voltando do sítio. Desta vez a Paula nos mostrou as diferentes variedades que já estão próximas de serem colhidas. Durante aquela semana as uvas para fazer o vinho base para espumante já tinham sido colhidas. Foi um passeio muito agradável e depois passamos pelo sítio da mãe da Rafaela. De volta para a cidade, almoçamos um belo porco feito no forno à lenha e para acompanhar a Paula levou alguns vinhos da Aracuri. O primeiro que provamos foi o espumante Collector, um blanc de noir feito com 100% de uvas Pinot Noir pelo método tradicional. Ele tem uma bela cor dourada intensa, com boa perlage. É um espumante de muita personalidade e de boa estrutura. Se mostrou muito gastronômico e harmonizou perfeitamente com o nosso porco. Com boa cremosidade e boa complexidade, é um espumante de respeito. Depois passamos para o recém-lançado Pinot Noir da safra 2014. A Pinot Noir se mostrou muito bem adaptada à região dos Campos de Cima da Serra, com altitude e frio. Os resultados dos vinhos com esta cepa são bem promissores. Este 2014 não foi diferente: ainda jovem, mostrou ótimas qualidades do Pinot. Vale comprar algumas garrafas e ir observando a evolução. Sobrou um pouquinho de vinho do almoço na garrafa e a noite resolvi prová-lo novamente. O tempo em contato com o oxigênio fez muito bem ao vinho também. Foi um dia muito divertido!

Nenhum comentário: