28 de outubro de 2014

Uma aula sobre a Chandon proferida pelo bem-humorado François Hautekeur

Chandon Réserve Brut foi o meu preferido entre os quatro espumantes que provei durante a degustação promovida pelo Deli Delícia no último dia 28 de outubro de 2014 aqui no Rio de Janeiro. Experimentei também o Riche Demi-sec, o Brut Rosé e o Passion. A apresentação foi realizada pelo simpático e bem-humorado sommelier François Hautekeur, enólogo oficial da LVMH - aliás, fiquei muito surpresa com a quantidade de marcas que estão sob o guarda-chuva da LVMH.

A Chandon se posiciona como uma marca de luxo. François deu uma aula sobre a Chandon e sobre como a vinícola produz seus espumantes. O aniversário de 41 anos foi no dia seguinte à apresentação, em 29 de outubro. A primeira Chandon foi criada na Argentina em 1959. A unidade brasileira surgiu em 1973, na Serra Gaúcha (Mario Geisse está presente nos primórdios da história da
Chandon). Quem já viajou para Bento Gonçalves, já deve ter passado pela frente da vinícola, que fica na RS-470, entre Garibaldi e Bento.

François nos contou que há mais de 20 anos a Chandon é autônoma, mas a "herança" da matriarca Möet & Chandon pode ser percebida na maneira como as videiras são cultivadas. Os vinhedos da Chandon ficam na Serra Gaúcha e na Serra do Sudeste. De acordo com o sommelier, como a Chandon foi a primeira a chegar à Serra do Sudeste, escolheu a melhor parte. Vale dizer que os espumantes da Chandon têm apenas 30% de uvas próprias. Os outros 70% são comprados de 135 famílias. Todas as garrafas produzidas no Brasil são consumidas no próprio país.

Eu gostei muito da forma como François conduziu a apresentação. Confesso que nunca tinha ouvido um enólogo recomendar decantar um espumante, como ele sugeriu fazermos com o Riche - para parecer mais doce e acompanhar ainda melhor uma sobremesa. Quando provamos o Passion, ele recomendou colocarmos uma pedrinha de gelo, para quebrar um pouco o doce. O que ele quis mostrar, no final das contas, é que o cliente tem que sentir prazer com aquela bebida que está provando.

Ele também deu dicas de harmonização. Anotei algumas, mas o melhor é ir ao site da Chandon, pois lá está tudo bem explicadinho: http://www.chandon.com.br.

Ah, sim, na Deli Delícia, os espumantes custam R$ 65 a unidade.

A apresentação da Chandon marcou a inauguração do mezanino da Deli Delícia como local de eventos. Atualmente, no final da tarde, há um buffet de lanchinhos bem bonitos, que são vendidos a peso (o quilo custa R$ 59). As próximas atividades serão realizadas sempre às quintas, no final da tarde (entre 17h e 18h).

Nenhum comentário: