28 de agosto de 2014

Meia garrafa de um Bordeaux para acompanhar o Polpettone

Nome: Chateau Les Mangons
Safra: 2007
País: França
Região: Sainte-foy Bordeaux
Produtor: Chateau Les Mangons

Teor alcoólico: 13%
Rolha: Cortiça
Onde foi comprado: Paris
Quando foi comprado: Maio de 2014
Degustado em: 28 de agosto de 2014
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Polpettone Voilà com massa caseira
Com quem: Claudio e Rafaela

Impressões da Rafaela
Comprei este vinho no free shop do aeroporto Charles de Gaule. Peguei-o apenas para completar o valor que eu pretendia gastar, mas ele acabou se revelando uma ótima compra. Gostei bastante. Ótima harmonização com o polpettone feito pelo amigo Emerson, da Voilà, e a massa feita em casa.

Comentário do Claudio
Exame gustativo: Esta meia garrafa é um típico e prazeroso Bordeaux médio. Foi uma ótima opção para acompanhar o nosso polpettone da Voilà, harmonizou muito bem. Em boca, tem corpo médio, com notas de frutas vermelhas frescas e leve notas de especiarias. Um típico representante do Velho Mundo, com muita elegância e acidez correta. Gostei.

26 de agosto de 2014

Villa Francioni Rosé 2013

Nome: Villa Francioni Rosé
Safra: 2013
País: Brasil
Região: São Joaquim, Serra Catarinense
Produtor: Villa Francioni
Importador: Ravin

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Sangiovese, Syrah, Petit Verdot, Pinot Noir, Merlot e Malbec. 
Teor alcoólico: 13,2%
Rolha: Cortiça
Preço: R$ 70
Onde foi comprado: Yu Restaurante
Quando foi comprado: 26 de agosto de 2014
Degustado em: 26 de agosto de 2014
Onde bebeu: Yu Restaurante
Harmonizado com: Camarões caramelados e Sinfonia Marítima
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Delicado aroma de frutas e flores, lembrando a romã, pêssego e rosas, avivados por um leve toque cítrico. Leve e delicado, com acidez vibrante, que traz frescor e prepara o paladar para o calor do verão. Vinho bastante equilibrado e envolvente.

Impressões da Rafaela
Apesar de reconhecer esta garrafa da Vila Francioni de longe, eu nunca havia provado este rosé. A oportunidade surgiu quando resolvemos conhecer este novo restaurante de Botafogo, o Yu, local escolhido para comemorar nossos oito anos morando juntos. A comida estava deliciosa e ficamos bem satisfeitos com o vinho. Foi uma noite bem boa. Pretendemos voltar para comer outros pratos com pegada asiática. Ah, sim, ficamos bem impressionados também com o preço do vinho, pois normalmente em lojas ele costuma custar muito mais.

Comentário do Claudio
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Este vinho é um típico exemplo de como o design pode influenciar uma marca. Há tempos queremos provar o "vinho rosé da bela garrafa". A villa Francioni resolveu investir na garrafa deste vinho. O formato diferenciado, aliado à bela cor rosé, o torna um vinho marcante. Mas não adianta nada uma bela embalagem se o líquido não acompanhar. No caso deste rosé, o líquido corresponde. Um belo rosé que busca um estilo da Provence, fácil de se beber e de se gostar. Feito com incríveis oito cepas, tem corpo médio, boa complexidade. É sem dúvidas um belo vinho, um rosé de muita qualidade e surpreendente.

22 de agosto de 2014

Rio Gastronomia no Jockey foi um grande evento. Bebemos um Alentejando para acompanhar as comidinhas.

Nome: Reguengos Reserva Tinto
Safra: 2010
País: Portugal
Região: Alentejo
Produtor: Carmim
Importador: -

Uvas/Corte: Tinta Caiada, Alicante Bouschet, Trincadeira, Aragonês
Teor alcoólico: 14 %
Rolha: Cortiça
Preço: R$ 55
Onde foi comprado: Evento Rio Gastronomia no Jockey Club
Degustado em: 22 de agosto de 2014
Onde bebeu: Evento Rio Gastronomia no Jockey Club
Harmonizado com: Sud Dog, Arroz de Pato, Empanadas e comida Peruana
Com quem: Claudio, Rafaela, Sabrina, Lucila, Zé Rodrigo

Comentário do Produtor
Paladar: Vinho de aspecto cristalino, cor rubi, aroma evoluído a especiarias, passas e baunilha, com suaves taninos que lhe conferem um prolongado final de prova. Distingue-se pelas características regionais bem marcadas.

Impressões da Rafaela
Sabe aquelas ocasiões em que você se sente feliz apenas por estar em um determinado lugar? Pois nesta noite foi exatamente esta a minha sensação. O jornal O Globo promoveu uma feira gastronômica no Jockey, espaço cada vez mais usado para promoções bem bacanas. Havia estandes de vários restaurantes que gostamos. Nossa ideia era circular por lá, escolher alguma comidinha, pegar uma garrafa de vinho e simplesmente sermos felizes. Foi bem isso que fizemos. Escolhemos uma mesinha perto das pistas de corrida de cavalos. A noite estava superagradável. Comprei o vinho (na Deli Delícia) e um prato no Lima, Claudio foi pegar algo para comer (cachorro-quente da Roberta Sudbrack). Depois, ficamos conversando, bebendo nosso vinho, observando as pessoas contentes por estarem ali. Mais tarde, Zé Rodrigo, Sabrina e Lucila chegaram. A noite seguiu feliz com show do Rodrigo Santos, do Barão Vermelho, que fez um show animado e dançante. Adorei! Pena que só tem Rio Gastronomia uma vez por ano. Eu seria capaz de fazer isso todo fim de semana!

Comentário do Claudio
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: No final de agorsto aconteceu aqui no Rio o evento Rio Gastronomia no Jockey Club. Um evento muito bacana com a presença de alguns dos restaurantes mais badalados do Rio oferecendo um ou dois pratos, em pequenas porções para degustação. Em paralelo acontecia uma feira de produtores locais, palestras, aulas de gastronomia, cinema e shows. O Espaço de eventos do Jockey é muito bacana e foi muito bem decorado para o evento deixando um clima muito bacana. Compramos uma garrafa de vinho (um estande da Deli Delícia vendia vinhos em garrafa ou em taça) e algumas comidinhas e nossa noite estava feita! Este vinho alentejano funcionou bem com a noite. Vinho bem feito. No início apresentou um pouco de álcool, mas sumiu com o tempo. Em boca, leve doçura e acidez, macio e com final agradável. Um vinho sem grandes surpresas, mas bastante agradável. Depois ainda assistimos a um show do Rodrigo Santos. Bela noite, belo evento!

21 de agosto de 2014

Sencillo, um ótimo vinho para o seu dia a dia

Nome: Sencillo
Safra: 2012
País: Chile
Região: Valle del Maule
Produtor: Invina

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon 100%
Teor alcoólico: 12,5%
Rolha: Rosca
Onde foi comprado: Enviado pelo importador
Degustado em: 21 de agosto de 2014
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Empanadas
Com quem: Claudio e Rafaela

Impressões da Rafaela
Depois de chegar do trabalho, decidi dar uma organizada em nossa cozinha. Como o tempo ficou escaço descongelamos as últimas empanadas que tínhamos no freezer e bebemos com este vinho bem honesto.

Comentário do Claudio
Exame gustativo: Um cabernet chileno, bem feito, correto, vinho feito para ser o vinho do dia a dia. Um vinho fácil, sem complicações e que vai agradar a um grande número de pessoas. Um típico vinho de baixo custo que não vai fazer feio. Garrafa com rótulo divertido é vendida por cerca de R$ 20, um boa compra.

19 de agosto de 2014

Susana Balbo apresenta seus ótimos vinhos no Cantu Wine Day

No dia 19 de agosto, a convite da importadora Cantu, participei do evento Cantu Wine Day, onde a importadora apresentou seus vinhos em uma feira, em Copacabana. Foi um evento muito concorrido, com o salão do hotel muito cheio, todos empolgados em conhecer os vinhos importados pela Cantu.

Além dos vinhos, a estrela principal do evento foi a simpática enóloga argentina Susana Balbo que estava pessoalmente apresentando os seus vinhos. Mesmo muito disputada, Susana tentava dar atenção para todos os presentes. Consegui provar toda a linha de vinhos. 

São vinhos muito consistentes e bem feitos. A linha é grande, mas se pode perceber o cuidado e a qualidade de cada garrafa. A linha Crios tem uma excelente relação custo/benefício. A linha domínio del Plata também é outro tiro certeiro, vinhos modernos e redondos, sem perder a elegância. Dos tops gostei da linha Ben Marco e da linha Signature, vinhos que já apresentam uma complexidade em boca maior, muito interessantes. Mas o grande vinho do evento na minha opinião foi o Brioso, um vinho excelente, com complexidade, potência e elegância na medida certa. Um vinho para se apreciar sozinho ou acompanhando um belo jantar. Vinho que pretendo provar novamente com calma, para aproveitar todo o potencial deste grande vinho.

Parabéns para a Cantu que conta com os belos vinhos da simpática e competente Susana Balbo em seu catálogo.

16 de agosto de 2014

Após quatro anos na adega, provamos um evoluído Innominabile Lote III da Villaggio Grando

Nome: Innominabile Lote III
Safra: Um blend com diversas safras
País: Brasil
Região: Água Doce, Santa Catarina
Produtor: Villaggio Grando
Importador: -

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Malbec e Pinot Noir 
Teor alcoólico: 13,8%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: - /12.624
Preço: R$ 33
Onde foi comprado: Compra coletiva da Winetag
Quando foi comprado: Outubro de 2010
Degustado em: 16 de Agosto de 2014
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Pães, queijos e pastinha da La Pastina
Com quem: Rafaela e Claudio

Comentário do Produtor
Sua coloração rubi com reflexos violáceos é intensa e brilhante.
Seus aromas são amplos e intensos, passando por fumo em rama, baunilha, coco e amoras silvestres. A mescla de aromas frutados e de especiarias, com o leve envolvimento dos aromas do carvalho por onde estagiou, faz da complexidade e da elegância as palavras que melhor podem tentar definir um
aroma também inominável.
Em boca há um grande equilíbrio entre o teor alcoólico e acidez quase imperceptível, que lhe fornece vivacidade, mas são seus taninos macios que o definem como um vinho estruturado, redondo e aveludado que por apresentar uma boa persistência permanece e se faz sentir com elegância e
singularidade após ser degustado. O teor alcoólico é de 14%. É um vinho complexo, de guarda, o qual, acreditamos, estará na sua plenitude no decorrer de alguns anos, mesmo já sendo possível degustá-lo.


Impressões da Rafaela
Enquanto comíamos alguns pães caseiros, queijos e pastinha, bebericávamos este vinho, que inicialmente estava mais sisudo e depois foi amaciando, ficando mais amigável. Também começamos a planejar a visita dos amigos Alexandre e Vanessa, que ocorrerá em dezembro.

Comentário do Claudio
Exame visual: Rubi transparente.
Exame olfativo: Nariz com frutas passificadas, notas de especiarias e leve defumado.
Exame gustativo: Comprei este vinho em uma promoção há quatro anos. Na época tinha provado o lote II deste mesmo vinho e tinha achado que ele envelheceria bem. Então resolvi deixar na adega por algum tempo para ver sua evolução. Neste meio tempo provei o lote IV, que me pareceu um vinho de ótima qualidade e com boa estrutura para envelhecer também. Em boca, o vinho mostrou sinais de amadurecimento, evoluiu com um tempo em taça. De corpo médio, mostrou taninos macios e um final de boca vivo, com uma mistura de fruta e pimenta preta. Um bom vinho catarinense, quem não conhece vale provar o lote IV.

14 de agosto de 2014

Em degustação dos vinhos catarinenses da Sanjo, destaque para um belo Chardonnay

No dia 14 de agosto, fui convidado pelo representante de vendas da Sanjo aqui no Rio, a distribuidora Saudável em Botafogo. 
A Sanjo é uma cooperativa de produtores de frutas, principalmente maçã, que fica em São Joaquim na Serra Catarinense. Em 2002, pelas boas condições climáticas da região, uma família de descendentes de imigrantes japoneses resolveu implantar vinhedos para a produção de uvas finas e de vinhos. Assim nasceu esta novata vinícola que hoje conta com 11 vinhos no seu portfólio. 
Já havia provado alguns rótulos, mas desta vez consegui provar outros vinhos que eu não conhecia. Gostei da maioria dos vinhos. Alguns já mostram grande qualidade e outros um potecial grande para a evolução. São vinhos de que vamos ouvir muito falar ainda.
Destaco o Sauvignon Blanc Núbio, um vinho de ótima acidez e com notas vegetais, características da cepa, bem marcada. Vinho vai funcionar muito bem com frutos do mar. O Maestrale Cabernet Sauvignon se mostrou muito interessante e bem feito, com boa presença em boca e boa estrutura. Mostrou boa qualidade das uvas e potencial para crescer muito em próximas safras. O vinho que mais me impressionou foi o top Maestrale Integrus Chardonnay 2011, de muita qualidade, boa complexidade em boca, interessantes notas minerais, rico e sem exageros na madeira. Sem dúvida um grande vinho que ser provado às cegas vai deixar muito degustador em dúvidas de sua origem. Recomendo provar. 
Fiquem de olho nos vinhos catarinenses, a cada dia vemos melhores resultados vindos daquela região.

11 de agosto de 2014

Tannat Tasting Tour 2014: ótimos vinhos uruguaios

No dia 11 de agosto, a convite da assessoria de imprensa da Wines of Uruguay  participei do evento Tannat Tasting Tour. Foi uma ótima oportunidade de provar alguns vinhos daquele país, de alguns produtores que eu já conhecia, mas também de novos e pequenos produtores. A feira estava muito bem organizada, não muito cheia, o que permitiu ter um contato mais próximo e com mais calma com os produtores. 
Sempre gostei muito do que provei do Uruguai: vinho com estilo próprio, com muita personalidade, vinhos fora do lugar comum. Foi muito interessante observar isto no evento. Mesmo sendo uma feira focada em Tannat, alguns produtores levaram também vinhos de outras cepas, assim deu para ter um bom panorama do que está sendo feito por lá. Provamos vinhos de vários estilos, com produtores seguindo caminhos próprios. Do vinho bem rústico e até difícil de tomar para paladares iniciantes até vinhos arredondados na madeira de estilo mais moderno, tivemos um bom panorama dos vinhos daquele país. 
Gostei muito do que provei, com a grande maioria dos produtores tentando seguir um caminho próprio, uma identidade única, fugindo do lugar comum. A cada prova, a cada vinho, uma boa surpresa estava guardada. A tannat cada vez mais bem domada e amigável. Provamos vinhos jovens e frutados e também mais encorpados e com potencial de envelhecimento. Muitos produtores misturaram Tannat com Merlot e o resultado ficou muito interessante. 
Foi um ótimo evento, ficou faltando apenas um bom pedaço de carne na parrilla para ficar perfeito.

9 de agosto de 2014

Cantina Medaina Barolo para acompanhar uma pasta alla bolognese

Nome: Cantina Medaina
Safra: 2006
País: Itália
Região: Piemonte
Produtor: Cantina Medaina

Uvas/Corte: Nebbiolo
Teor alcoólico: 14%
Rolha: Cortiça
Preço: 18 euros
Onde foi comprado: Alemanha
Quando foi comprado: abril de 2012
Degustado em: 9 de agosto de 2014
Onde bebeu:  Em casa
Harmonizado com: Massa à bolognese
Com quem: Claudio e Rafaela

Impressões da Rafaela
Eu fiquei muito bem impressionada com este vinho, que devo ter comprado meio por acaso na Alemanha. Ele acompanhou perfeitamente a massa que o Claudio preparou enquanto eu tentava encontrar o meu problema de pesquisa de doutorado. Ficou muito melhor depois de um tempo aberto. Talvez fosse o caso de decantá-lo um pouco. Parece ter ainda algum potencial de guarda, mas já está ótimo para beber.

Comentário do Claudio
Exame visual: -
Exame olfativo: Frutas maduras, intenso, final com algo achocolatado
Exame gustativo: É sempre bom beber um bom Barolo. São vinhos que em geral têm um bom potencial de envelhecimento. Com este Cantina Medaina não foi diferente. Com oito anos de vida ele se mostrou ainda jovem. Melhorou muito com um tempo na taça. Taninos vivos e bem marcados em boca, final intenso com notas achocolatadas. Cresceu com a comida. Um bom vinho que sem dúvida ficará melhor com mais alguns anos de garrafa. De qualquer maneira, foi bastante prazeroso degustá-lo.

7 de agosto de 2014

Casas Del Bosque Gran Reserva Syrah 2010

Nome: Casas del Bosque Gran Reserva
Safra: 2010
País: Chile
Região: Casablanca
Produtor: Casas del Bosque

Uvas/Corte: Syrah 100%
Teor alcoólico: 13,8%
Rolha: Cortiça
Preço: R$ 76
Onde foi comprado: L'Orangerie
Quando foi comprado: 7 de agosto de 2014
Degustado em: 7 de agosto de 2014
Onde bebeu: L'Orangerie
Harmonizado com: Acepipes
Com quem: Claudio e Gilberto

Comentário do Produtor
Tasting Notes: Bright purple in colour, on the nose lifted floral notes of lavender and violet predominate together with a hint of blueberry. In the mouth lashings of boysenberry combine with fresh acidity and crisp tannins leading to a long, vibrant finish.

Comentário do Claudio
Exame gustativo: Se você quer provar um belo Syrah chileno, este Casas Del Bosque vai te surpreender. Um vinho muito bem feito, muito rico em boca, com uma bela mistura de frutas vermelhas, muitas especiarias e algo de defumado. Tudo muito equilibrado e com potencial de envelhecimento. É uma vinícola que faz vinhos interessantes, de bom custo e que vale conhecer.

5 de agosto de 2014

Um espumante leve e descontraído: Salton Intenso #winebar

Nome: Salton Intenso
Safra: -
País: Brasil
Região: Tuiuty
Produtor: Vinícola Salton

Uvas/Corte: Chardonnay, Pinot Noir e Riesling
Teor alcoólico: 12,5%
Rolha: Cortiça
Preço: Enviado pela vinícola para participação no Winebar
Degustado em: 5 de agosto de 2014
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Comida Thai
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Coloração amarelo claro, com intensas e finas borbulhas, formando uma coroa de espuma branca na superfície do líquido. Expressa aromas equilibrados entre o frescor de suas variedades e a prolongada permanência sobre borras finas: cítricos, flores brancas, frutos secos, cevada tostada e levedura. Sua cremosidade e estrutura envolvem o paladar, em meio a uma refrescante e equilibrada acidez.

Impressões da Rafaela
Espumante bem feito, que vai agradar a maioria das pessoas que o provar. Sabor tem um quê de abacaxi. Gostoso. Parece leve, mas creio que fica melhor se harmonizado com algum comida.

Comentário do Claudio
Exame visual: Amarelo bem clarinho
Exame gustativo: Este espumante foi apresentado em uma edição do Winebar. Acabamos não bebendo no dia da transmissão on line, mas não deixamos de provar. Este espumante, como o rótulo sugere, é alegre e festivo. Um espumante fácil, descomplicado, refrescante, para beber sem compromisso. A garrafa vai rápido e agrada pelo seu perfil leve. Espumante para festa e para eventos com públicos ecléticos. Resumindo, um espumante divertido.

4 de agosto de 2014

Cave Geise Nature e Zozal para acompanhar prova de pratos Voilà

No dia 4 de agosto, participei da apresentação de alguns pratos Voilà na Barra da Tijuca. Durante o jantar, degustamos o espumante Cave Geisse Nature e o tinto Zorzal Gran Terroir Malbec 2011. 
A noite seria para provar diversos pratos preparados pela Voilà. Quem não conhece, a Voilà é uma empresa de comida gourmet congelada feita com ingredientes selecionados, sem conservantes e com tempero único. Somos muito fãs do Polpettone. Para quem ainda não conhece, fica a dica.

Para harmonizar, começamos com o ótimo Cave Geisse Nature, espumante brasileiro de primeira linha produzido pela família Geisse em Pinto Bandeira, no Rio Grande do Sul. Na sequência provamos um vinho argentino de uma vinícola que faz belos vinhos em Mendoza: a Zorzal Wines. Há algum tempo conheci o jovem enólogo Juan Pablo Michelini em São Paulo e desde então fico de olho nos vinhos da Zorzal. Desta vez provamos o ótimo Gran Terroir Malbec, vinho que ainda está jovem, vai evoluir muito bem na garrafa, mas que já mostra o estilo da vinícola. Um vinho muito equilibrado, com a força dos Malbecs argentinos, mas sem abrir mão da elegância. Um belo vinho que espero provar novamente com mais algum tempo de garrafa.

Bela comida, bom papo, belos vinhos: uma noite muito agradável. 

2 de agosto de 2014

Jantar com muitos vinhos na casa dos amigos em Niterói


Nome: Chateau de Pibarnon / Les Dames de Vergy / Ampelo / Aurora
Safra: 2013 / 2012 / 2010 / 2012
País: França / França / Itália / Brasil
Região: Bandol / Bourgogne / Salento / Bento Gonçalves
Produtor: Chateau de Pibarnon / Domaine Dominique Guyon / Luccarelli / Vinícola Aurora

Uvas/Corte: Cinsault 35% e mourvedre 65% / Pinot noir / Malvasia Nera / Semillon e Malvasia bianca
Rolha: Cortiça
Onde foi comprado: Gentilmente oferecidos por nossos anfitriões
Quando foi comprado: -
Degustado em: 2 de agosto de 2014
Onde bebeu: Casa de Rodrigo e Tati, em Niterói
Harmonizado com: Queijos, polenta com gorgonzola e risoto de limão siciliano com cogumelos
Com quem: Claudio, Rafaela, Rodrigo e Tatiana

Impressões da Rafaela
Depois de anos planejando, finalmente fomos passar um fim de semana na casa do Rodrigo em
Niterói. Nos sentimos as pessoas mais especiais do mundo. Tati e Rodrigo prepararam um belo jantar para nos esperar. Fazia alguns meses que eles haviam ficado noivos, mas o vinho especial que o Rodrigo comprou em uma viagem para acompanhar o pedido de noivado ainda não havia sido bebido. Assim, tivemos o privilégio de provar este ótimo Bandol junto com eles. Além desse, bebemos ainda outros três, todos muito bons. Foi uma noite de conversa muito agradável, boa comida e excelentes vinhos. Ficamos muito felizes com o convite. Desejamos que vocês sejam muito felizes nesta nova etapa da vida de vocês!

Comentário do Claudio
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Há tempos planejávamos encontrar os amigos Tatiana e Rodrigo em Niterói. Finalmente conseguimos nos programar e sábado seguimos para jantar e passar a noite por lá. Foi um final de semana muito agradável, que começou com um ótimo jantar preparado para acompanhar belos vinhos. Começamos com um vinho rosé de uma região de que sou fã, Bandol. O Chateau Pibarnon é um vinho muito agradável, um rosé de boa estrutura, equilíbrio e elegância. Um rosé cativante. Depois deste, partimos para outro grande vinho, um Hautes Côtes de Nuits de boa complexidade, elegante, um clássico Pinot da Borgonha, belo vinho. Mudando radicalmente de estilo ainda tivemos fôlego para abrir um italiano potente, o Ampelo Luccarelli. Para finalizar: um bom vinho brasileiro de sobremesa, o Aurora Colheita Tardia. Foi um fim de semana excelente que esperamos repetir em 2015.

1 de agosto de 2014

Um Chianti que não tem erro: Brancaia Chianti Classico 2008

Nome: Brancaia
Safra: 2008
País: Itália
Região: Chianti Classico
Produtor: Brancaia
Importador: Grand Cru

Uvas/Corte: Sangiovesse 85% e Merlot 15%
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Cortiça
Onde foi comprado: Presente de aniversário do Paulão, do blog Nosso Vinho
Degustado em: 1º de agosto de 2014
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Pizzas caseiras
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Perfect with: Grilled meats, beef and veal roasts, stews, grilled fish and pasta dishes with strong sauces.

Impressões da Rafaela
Ô vinhozinho bom! Foi um jantar perfeito, pois as pizzas estavam muito saborosas também. Claudio está cada vez com uma mão melhor para pizzas e pãos. Este vinho nos lembrou imensamente da Itália, parecia ter gosto da viagem. Bateu uma saudade até. Chianti me faz pensar que eu moraria fácil na Itália.

Comentário do Claudio
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Se você é fã de Chianti, já deve ter provado algum Brancaia. Se você não costuma beber e quer provar um belo e típico Chianti, este é a pedida certa. Vinho muito bem feito, redondo, um corte de Sangiovesse e Merlot, muito equilibrado e prazeroso. Um belo companheiro para pratos de massa. Final de boca longo e agradável. Um vinho que dá vontade de beber mais um pouco, um típico Chianti.