7 de abril de 2014

Degustação dos vinhos da novata Fazenda Santa Rita em Vacaria


Visita à loja da Fazenda Santa Rita, nova vinícola da região dos Campos de Cima da Serra, comandada por Agamenon Lemos de Almeida. Degustação das linhas Fazenda Santa Rita e Lemos de Almeida. 17 de janeiro de 2014, em Vacaria.

Impressões da Rafaela
Quando planejamos a viagem a Vacaria, já sabíamos que iríamos conhecer a loja da Vinícola Fazenda Santa Rita. A mãe havia feito bastante propaganda - inclusive nos dando um vinho de presente de natal - e na rádio local de pouco em pouco há anúncios. Fomos muito bem recebidos na loja, onde olhamos todos os produtos (além dos vinhos próprios, há produtos de beleza à base de uva e alguns acessórios) e fizemos uma degustação. Gostamos de todos os vinhos, há para vários gostos, desde aquele para um dia de festa ou uma tarde quente de verão até outro para jantares mais elaborados. Fiquei bastante feliz com a qualidade dos produtos e também por perceber que a cidade aos poucos está acordando para este mercado. Já existem na cidade algumas bons produtores, mas ainda não tinha visto uma loja dedicada ao tema, especialmente dedicada a uma vinícola. 


Comentário do Claudio
Rótulo: 
-
Exame visual: 
Exame olfativo:
Exame gustativo: É muito interessante observar o surgimento de uma nova vinícola. Mais uma novo projeto da promissora região dos Campos de Cima da Serra. Em nossa última visita à Vacaria, fomos conhecer a simpática loja da Fazenda Santa Rita e tivemos a oportunidade de provar todos primeiros vinhos que eles produziram. São seis rótulos diferentes, sendo dois da linha Família Lemos de Almeida, linha com passagem em madeira por um tempo maior, e 4 rótulos da linha Fazenda Santa Rita. Nesta primeira safra os vinhos foram vinificados na vinícola Viapiana. O mais interessante nestas primeiras safras é observar o potencial que cada cepa pode apresentar na região. Videira nova, método de vinificação ainda sendo conhecido, mas os vinhos já apresentaram boas qualidades. O Pinot Noir se mostrou já mais consistente. Tanto a linha com maior passagem por madeira quanto a outra mostraram uma boa fruta vermelha com leves notas de defumados e boa acidez. O Família Lemos de Almeida precisa de um pouco mais de tempo em garrafa para deixar a madeira mais integrada. Temos uma garrafa aqui que vamos esperar um pouco para abrir e ver a sua evolução. Os vinhos brancos também me agradaram: Tanto o Chardonnay quanto o Sauvignon Blanc mostraram notas minerais e elegância. Bom potencial que deixa a curiosidade de como estes vinhos vão evoluir com mais algumas safras. Vamos acompanhando a evolução e informamos aqui no blog. Vale ficar de olho.

Nenhum comentário: