10 de janeiro de 2014

Verão, amigos, vinhos e música: harmonização perfeita #winebar #winesofargentina

Não sei bem se foi o céu azul, a companhia animada dos amigos ou os vinhos refrescantes, mas repentinamente meus pensamentos foram invadidos por lembranças de uma viagem realizada muitos e muitos anos atrás. Enquanto lá o cenário era emoldurado pelas águas do Mediterrâneo, por aqui a combinação não poderia ser melhor: a Praia de Ipanema em um final de tarde de verão.
O calor havia sido determinante na hora de escolhermos as bebidas para nossa festa de despedida. Para harmonizar com versões variadas de frutos do mar, diferentes vinhos refrescantes. Apostamos nos argentinos, influenciados por um amigo recém-chegado de um tour por Mendoza e pela Patagônia, superempolgado com o que havia provado por lá. Escolhidos os vinhos, definimos o menu e preparamos um play list – planejando ativar todos os sentidos.



Enquanto os amigos iam chegando, abrimos o primeiro dos vinhos selecionados para a noite, o Postales del Fin del Mundo. Ainda nos primeiros acordes de Já sei namorar, dos Tribalistas, percorri o terraço com um olhar. Logo encontrei o sorriso de cumplicidade que procurava.

Aquela música divertida, com a cara do verão e resultado de um encontro de amigos, harmonizava não apenas com a leveza e o frescor do vinho – que geladinho ficou ainda melhor –, e o clima de descontração, mas fazia parte de nossa história. Afinal, acabou sendo a música mais tocada no período em que nossas vidas passaram por uma grande virada, com mudanças de interesses, de ritmo e até de profissão.

O desdobramento de tudo isso não poderia ter sido melhor. Nesta semana, embarcamos para a Argentina, para um período de estudos. Assim, cercada por Claude e nossos pequenos, senti uma alegria enorme ao propor um brinde. A bebida, o Bianchi Extra Brut, parecia ter sido feita sob medida para aquele momento, assim como a música que começou a tocar – Our day will come, interpretada por Amy Winehouse.

O espumante e a música casaram com a perfeição daquele começo de noite à beira-mar. Havia a elegância marcante tanto do vinho quanto da voz de Amy, mas mais que isso, ambos nos remetiam a tudo que havíamos vivido até ali desde o primeiro encontro: um romance envolvente, bastante complexo de início, mas com um toque adocicado para arrematar.

Ainda com a taça levantada, desejei que a energia desta despedida nos acompanhasse na nova viagem.
– Que a Argentina nos ofereça muitas boas histórias para contar!

***
Este post foi inspirado na iniciativa da Wines of Argentina, que enviou dois diferentes vinhos a blogueiros, propondo aos participantes que cada bebida fosse harmonizada com uma música pré-selecionada pelo blogueiro de vinho e músico Maurício Tagliari – seleção Wines of Argentina.
A apresentação do concurso cultural foi realizada via Winebar, canal pelo qual serão anunciados os três vencedores às 20h da próxima quinta-feira, 16 de janeiro.

Os vinhos recebidos pelo Le Vin au Blog foram:

Postales del Fin del Mundo
– Sauvignon Blanc e Semillón, 2012
Bodega del Fin del Mundo, Patagônia - Argentina
Importado por Mr. Man
13%
Uma boa surpresa este corte de cepas brancas. Um vinho de ótima acidez, com notas cítricas e algo levemente mineral. Fácil de se beber, a garrafa acaba rapidamente. Ótimo para beber de forma descontraída, gelado no nosso verão.

Bianchi Extra Brut – 2006
Casa Bianchi, Mendoza
Importado por Mr. Man
12,6%
Chardonnay e Pinot Noir
Espumante com sete anos de vida (a idade do Le Vin au Blog), elegante e envolvente, com boa complexidade, notas de amêndoas, acidez controlada e um final longo e com interessantes notas adocicadas. Um belo espumante.

As músicas escolhidas pelo Le Vin au Blog foram, respectivamente:

Já sei namorar - Tribalistas
Our day will come - Amy Winehouse

Nenhum comentário: