6 de janeiro de 2014

Aracuri Collector - Cabernet Sauvignon 2009 e Spy Mountain - Pinot Noir 2011

Nome: Aracuri Collector / Spy Mountain
Safra: 2009 / 2011
País: Brasil / Nova Zelândia
Região: 
Campos de Cima da Serra / Malborough
Produtor: Aracuri Vinhos Finos / Johnson Estate Winery
Importador: -

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon / Pinot Noir
Teor alcoólico: 12,5% / 14%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: Gentilmente nos presenteado por Aliprandini & Meyer / Nos presenteado pelo Wagner
Quando foi comprado: -
Degustado em: 20 de dezembro de 2013
Onde Bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Acepipes
Com quem: Claudio, Rafaela e Wagner

Comentário do Produtor
Aracuri - Perfil Sensorial: aromas complexos e elegantes, destacando-se cassis e ameixa, com notas de pimenta preta, que se repetem no paladar. Vinho estruturado com taninos macios e acidez equilibrada. Harmonização: carnes vermelhas, de ovelha e caça; molhos encorpados; queijos com sabor intenso. Temperatura de serviço: 18 °C

Impressões da Rafaela
Estávamos no supermercado escolhendo o que seria nosso jantar, quando Claudio recebeu a ligação de que o Wagner estava no Galeão, recém-chegado da Nova Zelândia. Ele estava apenas de passagem pelo Rio e queria aproveitar para deixar umas garrafas de vinho que trouxe para serem bebidas com os amigos. Claudio o chamou para vir aqui para casa. Colocamos mais algumas coisas no carrinho e preparamos uma mesa com queijos e frios para esperá-lo. O plano era abrirmos este brasileiro e um argentino, mas Wagner tirou da mala um pinot noir neozelandês e disse que queria que provássemos. A diferença entre os dois vinhos foi gritante. Enquanto o primeiro era mais encorpado e elegante, o segundo parecia um vinho para festas, ligeiro, ideal para ser bebido bem geladinho. 


Comentário do Claudio
Rótulo: 
-
Exame visual:
Exame olfativo:
Exame gustativo: Uma visita de surpresa. Meu amigo Wagner, que tinha acabado de chegar ao Galeão direto da Nova Zelândia. Ele iria passar apenas uma noite no Rio e logo no dia seguinte seguiria para Vitória. Estávamos no supermercado, compramos alguns queijos e afins para comermos. Wagner trouxe alguns vinhos da Nova Zelândia, que queria deixar aqui para aliviar o peso da bagagem. Como ele já está morando há alguns anos fora do Brasil, resolvi abrir um vinho brasileiro para provarmos. Mais precisamente um vinho da região da Rafaela, Campos de Cima da Serra. O vinho escolhido foi o excelente Collector da Vinícola Aracuri. Desde o início da vinícola, acompanhamos e provamos diferentes vinhos. Atualmente, a enóloga responsável é a Paula Schenato, que vem fazendo um bom trabalho por lá. Este Cabernet Sauvignon é muito interessante, bom corpo, muito elegante, boa presença em boca e bom final. Vinho comportado no álcool, o que o deixa ainda mais agradável. Quem ainda não conhece, vale conhecer não só este vinho, como toda a linha da vinícola. Depois do vinho brasileiro, o Wagner resolveu abrir um Pinot Noir que ele trouxe, vinho jovem e muito frutado, um Pinot descompromissado. Foi uma noite agradável, planejada em cima da hora.

Nenhum comentário: