25 de novembro de 2013

Almaviva - 2002, um belo vinho.

Nome: Almaviva
Safra: 2002
País: Chile
Região: Puente Alto
Produtor: Almaviva
Importador: -

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon 67%, Carmenère 29% e Cabernet Franc 4%
Teor alcoólico: 14,5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: 90.000 pesos
Onde foi comprado: Na própria vinícola, no Chile, durante uma visita
Quando foi comprado: Dezembro de 2008
Degustado em: 10 de outubro de 2013
Onde Bebeu: Brasserie Ameno, no Casarão Ameno Resedá
Harmonizado com: Risotto de camarão
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Deep red tinged with violet. The nose is filled with mineral notes, mesquite, nutmeg and profound aromas of black fruits, forest blackberries, and licorice root. The attack is deep and well sculpted while the evolution reveals tremendous balance. Bitter chocolate and licorice root fill the mouth, and a return of cassis, cherries and peach pips dominate the final. The vintage 2002 is remarkably dense and unctuous

Impressões da Rafaela
Nesta semana, estava havendo o Rio Wine and Food Festival, que incluía rolha zero em diversos restaurantes. Foi o que nos inspirou a tirar nosso Alma Viva da adega e ir jantar em um bom restaurante. Depois de muito debatermos, optamos pelo Brasserie Ameno, localizada no Casarão Ameno Resedá, bela construção restaurada ali no Catete. Fomos muito bem recebidos e a comida estava muito bem preparada. Foi uma boa experiência. O Almaviva realmente é um vinho surpreendente, delicioso, daqueles que dá vontade que a garrafa nunca chegue ao fim. Valeu a pena esperar tanto tempo para abri-lo.

Comentário do Claudio
Rótulo: 
-
Exame visual:
Exame olfativo:
Exame gustativo: Sem dúvida um grande vinho. Aproveitamos que alguns bons restaurantes do Rio estavam participando de um festival e durante uma semana não cobravam o valor da "rolha" para quem levasse seu vinho. A ideia era que as pessoas aproveitassem para abrir vinhos especiais em bons restaurantes. Este Almaviva já estava cerca de 5 anos repousando em nossa adega. Compramos esta garrafa quando visitamos a bela vinícola no Chile. Durante a visita provamos duas safras mais novas do vinho e dava para sentir toda a sua potência. Resolvi que deixaria a garrafa da safra 2002 que compramos guardada por um bom tempo. Assim, com 11 anos de vida, 5 deles em nossa adega resolvemos abrir e para isto fomos até a Brasserie Ameno. Grande expectativa ao abrir o vinho que foi devidamente decantado antes de ser servido. O vinho estava espetacular! Os anos de adega fez muito bem a ele, estava muito elegante, mais do que eu imaginava e uma grande complexidade de sabores em boca. Taninos redondods, acidez envolvente e com o tempo no decanter ele foi se abrindo deixando o vinho mais intenso, sem perder a sua elegância. Belo final de boca, um vinho que dá muito prazer em beber! Valeu a espera!
Nota: -

Nenhum comentário: