1 de outubro de 2013

20ª Harmonização Virtual: Smørrebrød e Champagne Laurent-Perrier Brut #cbe

Este post tem dupla função: contar como foi a 20ª Harmonização entre Blogs e mostrar qual Champagne escolhemos para a degustação do mês da Confraria Brasileira de Enoblogs (#cbe).

Depois de três anos sem realizar a harmonização virtual, Claudio deu-se conta de que a primeira edição estava completando mais um aniversário - primeiro achamos que eram cinco anos, depois, fazendo as contas direito, vimos que eram seis. Aproveitamos o mote sugerido pelo Daniel Perches, do Vinhos de Corte, escolhendo um Champagne para a 20ª edição. Nina e Marcel, do Gourmandise, nos enviaram então a receita de Smørrebrød para testarmos junto com a bebida.

Nome: Laurent-Perrier Brut
Safra: -
País: França
Região: Champagne, Tours-sur-Marne
Produtor: Laurent-Perrier
Importador: -

Uvas/Corte: Chardonnay 50%, Pinot Noir 35% e Pinot meunier 15%
Teor alcoólico: 12%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: Lavinia Paris
Quando foi comprado: 2 de agosto de 2013
Degustado em: 30 de setembro de 2013
Onde bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Smørrebrød
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Pale gold in colour with a steady flow of fine and persistent bubbles. Delicate yet complex, fresh and well-balanced with hints of citrus and white fruits. Well defined, subtly rounded with expressive flavours. The fruit progressively emerges to reveal a finely balanced champagne displaying great length on the finish.

Impressões da Rafaela
Realizamos a harmonização virtual ontem à noite. O pão foi feito pelo Claudio no domingo à tarde, enquanto eu comia um churrasco na casa dos meus padrinhos em Vacaria, no Rio Grande do Sul. Quando cheguei ao Rio, o pão já estava preparado. Fui em busca dos ingredientes para as coberturas das "bruschettas dos dinamarqueses", o chamado Smørrebrød. Acabei não encontrando o surubim nos três mercados aqui perto de casa. Comprei então haddock. A primeira harmonização foi feita com o Smørrebrød de queijo de cabra, tomate-cereja, dill, alcaparras e farelo de pão tostado. Fiquei impressionada com o casamento que há entre os ingredientes da cobertura. A combinação fica deliciosa. Adorei. Nesta primeira parte da harmonização, tudo saiu perfeito. O sabor da comida realçou e complementou o sabor do ótimo Champagne. Na segunda, com haddock, cebola, ovo, pepino e sementes de mostarda, a combinação não foi tão perfeita. Talvez pelo sabor forte do haddock, talvez pelo ovo, acabei achando que o Champagne ficava meio amargo. Não conseguimos fazer a receita certa da cebola. Talvez isso tenha sido o problema. No geral, consideramos que foi um ótimo experiência. O pão ficou maravilhoso. Lembrou-se um pouco os pães alemães, preto e cheio de grãos. Com certeza iremos repetir a receita outras vezes.

Comentário do Claudio
Rótulo: -
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Fazia um bom tempo que não realizávamos uma Harmonização Virtual em parceria com o blog Gourmandise. Resolvemos fazer uma edição comemorativa. Para ficar mais divertido, aproveitamos a indicação do vinho do mês da Confraria Brasileira de Enoblogs e fizemos tudo junto. A Champagne escolhida foi uma meia garrafa Laurent-Perrier que compramos em Paris. Muito agradável em boca, muito equilíbrio e elegância. Um Champagne de bom custo, fácil de beber. A garrafa vai rápido e você fica com vontade de beber mais um pouco. Não é um Champagne complexo, mas possui todas as boas características dos vinhos da região. Boa compra, recomendo. Para harmonizar tínhamos uma tradicional comida dinamarquesa, que me lembrou os que comi em Copenhagen há alguns anos. Tínhamos dois Smørrebrøds para ver qual harmonizava melhor. O vencedor da noite foi o com cobertura de queijo de cabra, alcaparras, tomate-cereja. Muito saboroso e muita harmonia entre os ingredientes e o pão. Achei que a comida fez crescer o Champagne, valorizando suas características, boa harmonização. Nossa segunda tentativa, haddock, cebola, ovo, pepino e sementes de mostarda. Também gostei muito da combinação da cobertura, desta vez de sabor mais intenso. A harmonização não foi tão boa quanto a primeira. Acho que o sabor da cebola estava muito intenso o que acabou prejudicando um pouco. A experiência foi muito boa, o pão é ótimo e as combinações de cobertura foram muito bem escolhidas, recomendo. Vamos repetir com toda certeza. A combinação entre Dinamarca e França passou no teste.

Um comentário:

blogdovinho.com disse...

Pelo post! Deu água na boca!!
Abraço, Alessandra