22 de agosto de 2013

Um almoço inesquecível no Castello di Nipozzano

Nome: Castelo de Pomino / Nipozzano Riserva / Castel Giocondo Brunello di Montalcino
Safra: 2012 / 2010 / 2008
País: Itália
Região: Chianti Rufina / Chianti Rufina / Montalcino
Produtor: Vinícola Marchesi de Frescobaldi
Importador: -

Uvas/Corte: Chardonnay e pinot bianco / Sangiovese e outras, como todo Chianti /  Sangiovese e algo que não guardados
Teor alcoólico: 12,5% / 13,5% / 14,5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: Servido no almoço na Frescobaldi, gentilmente e especialmente preparado para nós dois
Quando foi comprado: 26 de julho de 2013
Degustado em: 26 de julho de 2013
Onde bebeu: Castelo de Nipozzano
Harmonizado com: Pratos diversos preparados com esmero especialmente para nós
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
-

Impressões da Rafaela
Saímos atrasados, mas mesmo assim chegamos pontualmente à Frescobaldi, vinícola superinteressante da região de Chianti Rúfina. Adorei a experiência de visitar um castelo construído em 1064! Muito obrigada ao Giacomo, RP da Frescobaldi! Adoramos a visita, o ótimo almoço. Foi tudo perfeito! Uma das melhores experiências na Toscana. A Frescobaldi tem uma produção enorme, mas mantém-se ainda como uma empresa familiar. Durante a visita, Giacomo nos contou algumas experiências que são realizadas na vinícola, como a escolha das melhores barricas. Anualmente, os produtores de barricas são convidados para uma degustação às cegas. A degustação é feita com apenas um vinho. O detalhe é que o vinho passou seis meses em diferentes barricas. Os próprios produtores votam qual deixou o vinho melhor. Outra iniciativa interessante foi ter levado a equipe de relações públicas para fazer poda e trabalhar na terra. Com isso, procurou-se passar aos divulgadores o que realmente é importante no processo. Sem uva boa, não há vinho bom. Acho que nunca havíamos sido tão bem recebidos em uma vinícola.

Comentário do Claudio
Rótulo: 
Exame visual: -
Exame olfativo: 
Exame gustativo: Sem dúvidas esta visita foi um dos pontos altos de nossa viagem. Já visitamos muitas vínicolas em diversas regiões, mas conhecer o Castello di Nipozzano foi especial. Com a preciosa ajuda do pessoal da Ravin, importadora dos vinhos Frescobaldi para o Brasil, conseguimos agendar a nossa visita com mais de um mês de antecedência. Na manhã do dia 26 de julho, rumamos para o Castello que fica em uma bonita região nos arredores de Firenze. Fomos recebidos pelos simpático Giacomo, RP da vinícola, que nos levou para conhecer toda a propriedade: o castelo de 1064, a villa, local que foi a casa da família Frescobaldi e que hoje é preservada para receber convidados e eventuais reuniões familiares. Por falar em família, vale destacar que os Frescobaldi produzem vinhos há 30 gerações... Conhecemos alguns detalhes da produção que fazem com que, mesmo produzindo grande quantidade de vinhos em diferentes rótulos, todas as gamas apresentam excelente qualidade. Muita tradição que resulta em vinhos especiais. Depois desse passeio, Giacomo nos levou para a antiga cozinha da casa, onde uma mesa estava preparada para nosso almoço particular. Antes disso, degustamos 4 vinhos da linha de entrada da Frescobaldi: os brancos Albizzia Chardonnay, vinho leve e fresco, fácil de se beber, e o Attems Pinot Grigio, vinho interessante, com um pouco mais de corpo e boa complexidade para sua faixa de preço. Provamos dois tintos, a nova safra do consagrado Rèmole, com seu novo rótulo (um pouco mais tradicional no design), vinho perfeito para acompanhar uma massa leve, um pizza, um vinho de bom custo que carrega as boas características dos vinhos toscanos, e por último o Castuglioni Chianti 2011, também muito consistente e gastronômico. Muito interessante observar como os vinhos da gama de entrada estão em um nível acima da média.
Depois desta pequena degustação, partimos para o nosso mais do que especial almoço, com tudo que uma boa refeição italiana oferece: pães, azeite produzido pelos Frescobaldi, entrada, primeiro prato (pasta), segundo prato (carne), sobremesa. Para acompanhar, provamos outros três excelentes vinhos. Começamos pelo Pomino Bianco, vinho com muita presença em boca, um branco de respeito. Segundo vinho provado foi o Nipozzano Riserva Chianti Rufina, um clássico Chianti, um dos vinhos preferidos do Giacomo. E por fim, provamos o Castel Giocondo Brunello di Moltacino 2008, vinho envolvente e com boa estrutura que vai envelhecer muito bem e crescer ainda mais. Foi uma visita única e um almoço inesquecível. Os Frescobaldi sabem como fazer vinhos marcantes e principalmente como encantar as pessoas!


Nenhum comentário: