10 de julho de 2013

Província de São Pedro - Chardonnay 2011

Nome: Província de São Pedro
Safra: 2011
País: Brasil
Região: Campanha Gaúcha
Produtor: Routier & Darricarrère
Importador: -

Uvas/Corte: 100% Chardonnay
Teor alcoólico: 12,5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: Gentilmente nos presenteado pela gremista Eliete, da ReD
Quando foi comprado: -
Degustado em: 4 de julho de 2013
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Pratos do Orienthai
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Vinho de cor amarelo palha com reflexos dourados, aromas complexos de pipoca, doce de leite, manteiga, mel e nozes. Frutas como pêra e pêssego em menor intensidade, agradável toque cítrico.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: Cheiro de barrica, de armário daqueles que tínhamos em nossas salas de jantar nos anos 1980 no Rio Grande do Sul, de madeira de verdade. Mais tarde, apresentou cheiro de abacaxi.
Exame gustativo: Depois de um dia intenso no trabalho, começaram as minhas férias! Cheguei em casa, resolvi arrumar algumas coisas e lá pelas tantas me bateu a maior vontade de ficar quietinha em casa. Eu havia prometido ir ao Circuito Brasileiro de Degustação, organizado pela Ibravin... Lá pelas tantas, Claudio me ligou dizendo que já estava voltando e trazia uma garrafa que havia sido me enviada por uma expositora, a Eliete, da ReD - apesar de seu ser colorada. Enquanto Claudio vinha para casa, pedi comida thai para acompanhar o vinho, que gostamos bastante. Ele não me pareceu ser um típico chardonnay. Apresentou gosto de chocolate branco, o que gostei obviamente. Na última taça, parecia haver um dementador se escondendo no vinho, mas nada que provocasse muito susto. :)
Nota: 89.0

Comentário do Claudio
Rótulo: -
Exame visual: 
Exame olfativo: Uma mistura de fruta em calda com leve toque de barrica.
Exame gustativo: Estava no Circuito Brasileiro de Degustação que aconteceu aqui no Rio e lá perto do final do evento consegui parar no stand da Routier & Darricarrère. Desde que provei o Red, o vinho que tem uma kombi no rótulo, produzido pela vinícola, fiquei curioso com o trabalho que estava sendo feito por lá na Campanha Gaúcha. Depois de provar e aprovar todos os vinhos, conversei com a simpática gaúcha e gremista Eliete Peixoto, gerente de vendas da vinícola. Antes de ir embora, a Eliete me entregou esta garrafa e disse que era para a conterrânea Rafaela (que não pode ir ao evento) provar este Chardonnay. A Rafaela providenciou uma comida Thai e quando cheguei em casa provamos o vinho com calma. Vinho bastante consistente que em boca apresenta notas de frutas, algo como abacaxi ou maracujá e algo como um leve tostado, notas de sua passagem pela barrica que neste caso me pareceu positiva. Acidez equilibrada e final de boca com boa presença e intensidade. Mais um chardonnay brasileiro bastante interessante e que vale ser provado. Mais uma jovem vinícola que logo de cara apresenta bons vinhos ao mercado. Vale ficar de olho no que eles vão fazer, acho que tem tudo para crescer e fazer bons produtos na Campanha Gaúcha.
Nota: 87.0 - 88.0

Nenhum comentário: