18 de fevereiro de 2013

S - Meyer-Näkel Spätburgunder 2009

Nome: S
Safra: 2009
País: Alemanha
Região: Dernau, Ahr
Produtor: Meyer-Näkel
Importador: -

Uvas/Corte: Spätburgunder 100%
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: Cônsul alemão
Quando foi comprado: Agosto de 2012
Degustado em: 4 de fevereiro de 2013
Onde bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Queijos de Cruzilha/MG, pão de abobrinha do Café Botânica, azeite presenteado pelo Rodrigo e pão caseiro
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
In der Nase findet sich eine elegante Kombination aus Brombeeren, Heidelbeeren, roten Kirschen, Himbeere, Vanille, Zartbitterschokolade und Veilchen, unterstrichen von dezenten Holzaromen. Feingliedrige Gerbstoffe; starke Struktur und Intensität auf dem Gaumen; vielschichtiger Nachhall und gutes Potential.

Comentário da Rafaela
Exame visual:
-
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Este vinho foi comprado meio por acaso. O cônsul alemão no Rio estava de mudança para a França e resolveu se desfazer de parte da adega. Enviou um e-mail aqui para o trabalho oferecendo os vinhos. Outra colega e eu nos interessamos. Claudio e eu compramos três garrafas e a colega umas seis garrafas. Enviei minha lista e no dia seguinte meu vinhos estavam aqui. Ela não teve a mesma sorte, pois recebeu outros vinhos, bem diferentes do que ela esperava. Até aí, tudo bem. Esses dias, porém, ela me contou que pelo menos três deles estavam avinagrados. Quando ela me contou isso, resolvi sugerir ao Claudio que abríssemos os nossos logo. Aproveitamos que estávamos com uns queijos trazidos pela mãe dele de Cruzilha/MG e fizemos uma noite de queijos e vinhos. Para nossa felicidade, estava tudo perfeito! Tanto os vinhos, quanto os queijos. Foi uma noite fantástica. Este alemão harmonizou muito bem com o queijo gorgonzola. O vinho é muito gostoso, bem feito, equilibrado. Agora torcer para que os outros dois também estejam bem bons.
Nota: 90.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
 Clássica combinação entre preto e dourado que traz muita elegância para a garrafa.
Exame visual: Cor típica de Pinot do velho mundo.
Exame olfativo: Agradável e elegante com leve notas de cereja.
Exame gustativo: Excelente Pinot Noir da Alemanha. Compramos este vinho da adega do cônsul da Alemanha, que estava indo embora do Rio e não queria transportar seus vinhos. Que bela compra! Um vinho de muita qualidade e personalidade, que estava bom para beber agora, mas tem muita vida ainda pela frente. Em boca, o vinho se mostrou de boa complexidade, boas características da cepa e muita elegância. Evoluiu muito na taça, apresentando uma fruta limpa e delicada.Um vinho que vale conhecer, bem como os queijos de Cruzília/MG. Belo Pinot Noir! Bela noite!
Nota: 91.0+

Nenhum comentário: