28 de janeiro de 2013

Viu Manent - Carmenère / La Loubière Costières de Nîmes 2008

Nome: Viu Manent / La Loubière Costières de Nîmes
Safra: - / 2008
País: Chile / França
Região: Vale do Colchágua / Château La Tour Loubière Costières-de-Nîmes
Produtor: Viu Manent Winery / Domaine La Loubière
Importador: - / Fabrizio Fasano

Uvas/Corte: Carmenère 100% / Grenache 50% , Syrah 45% e Carignan 5%
Teor alcoólico: - / 13,5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: Gentilmente oferecidos pela madrinha do Claudio
Onde foi comprado: -
Quando foi comprado: -
Degustado em: 24 de dezembro de 2012
Onde Bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Lombo de porco com salada
Com quem: Claudio, Rafaela, Gustavo, Gabriela, Pedro, Arthur, Fernando, Eliane, Bruno, Fernanda, Mariana, Renato, Laura, Sonia, Mauro, Marcela, Regina Helena

Comentário do Produtor
-

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Depois de reencontrar parentes em Tremembé e de passar horas agradáveis com os amigos de Campinas, pegamos novamente a estrada. O destino agora era Secretário, distrito de Petrópolis, próximo à Itaipava. Outra parte da família do Claudio reúne-se lá para passar o Natal. Chegamos no final da tarde, quando todos aproveitavam o sol do final da tarde à beira da piscina. Logo já começaria a movimentação para a ceia de Natal. Gustavo havia separado alguns vinhos para a ceia, que foram muito bem com a grande variedade de pratos preparados tanto pela madrinha do Claudio, Sonia, quanto pela mãe, Regina. Estava tudo tão bom! Foi bom também reencontrar a criançada toda. Laura está enorme e falante. Mariana, cada vez mais doce e inteligente.
Nota: -

Comentário do Claudio
Rótulo: 
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Saímos pela manhã de Campinas rumo à região serrana do Rio de Janeiro para passar a noite de Natal. Chegamos no final da tarde e logo em seguida aconteceria a ceia. O Gustavos separou dois vinhos para a noite. Começamos com o Viu Manent Carmenerè. Um vinho correto, que apresentava uma fruta doce em boca, diferenciando das características desta cepa. Um vinho fácil e que deve agradar a maioria. Na sequência abrimos um francês da região de Nîmes. Também um bom vinho, fácil, sem grandes complexidades. Funcionou bem com as deliciosas comidas da noite.
Nota: -

Nenhum comentário: