16 de janeiro de 2013

Valmarino & Churchill - Extra Brut 2009 / Tenuta di Casteglione - 2008

Nome: Valmarino & Churchill / Tenuta di Casteglione
Safra: 2009 / 2008
País: Brasil / Itália
Região: Vale dos Vinhedos / Toscana
Produtor: Valmarino / Marchesi di Frescobaldi
Importador: -

Uvas/Corte: Chardonnay 90% e Pinot Noir 10% / 50% Cabernet Sauvignon, 30% Merlot, 10% Cabernet Franc, 10% Sangiovese.
Teor alcoólico: 12% /
Rolha: Cortiça / Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: Gentilmente oferecidos pelos nossos anfitriões Vanessa e Alexandre
Onde foi comprado: -
Quando foi comprado: -
Degustado em: 22 de dezembro de 2012
Onde bebeu: Em Campinas
Harmonizado com: -
Com quem: Claudio, Rafaela, Alexandre e Vanessa

Comentário do Produtor
Valmarino: Dourado claro com perlage fina e muito elegante. Leve de frutas cítricas com toque de pão torrado. Agradável de notável frescor e complexidade, lembrando frutas cítricas e carvalho. Boa acidez, exibindo uma persistência longa
Tenuta: The rich Tenuta Frescobaldi di Castiglioni, this estate’s iconic wine, is clearly in a modern key, but holds fast to the qualities of its local terroir. The labels of the bottles prior to the 2009 vintage presented the caption as “Tenuta di Castiglioni”. The 2008 grape harvest on Frescobaldi’s nine wine  estates, located in various areas of Tuscany, ended on October 10. The 2008 spring will be remembered as the rainiest of the last few decades, with temperatures dipping well below average. Rain and wind in June, right during the bloom period, led to less than optimal fruit set; the clusters showed smaller-sized grapes. In July and August, however, generous sunlight and warm temperatures in Tuscany partially remedied the slow development. The  summer months, including September, were sunny and hot, and sufficient reserves of water in the soil helped ensure ideal ripeness levels across all grape varieties.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Chegamos à nova casa de Baco já estava escuro. Achei que Tremembé seria mais perto de Campinas. Ainda assim, chegamos para o jantar. :) Vanessa tinha preparado tantas coisinhas gostosas de entrada que acabamos ficando nos pães e acompanhamentos e foi muito bom. Para acompanhar, os vinhos escolhidos não poderiam ser melhores. Primeiro, um espumante que gostamos muito e já provamos algumas vezes, sempre tendo uma experiência agradável. Em seguida, um italiano. Alexandre tem bom gosto para vinhos! Era só o começo de nossa rápida passagem por Campinas, que, como sempre, foi muito boa. Fiquei muito feliz em rever o Baco! No dia seguinte, encontraríamos todos os nossos amigos de São Paulo para o tão esperado almoço do fim do mundo.
Nota: -

Comentário do Claudio
Rótulo: -
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Depois do almoço em Taubaté, seguimos para Campinas para a casa do Alexandre e da Vanessa. Chegamos a noite e eles tinham preparado um monte de coisas gostaosa para comermos. Alexandre providenciou os vinhos. Começamos pelo sempre bom Valmarino & Churchill. Espumante que já degustamos outras vezes, muito interessante, com bastante corpo devido a seu vinho base passar por barricas. Rico e de boa complexidade é um espumante mais sério e que merece ser provado. Na sequência, partimos para um tinto da região que todos na mesa e principalmente o Alexandre é fã: Toscana, Itália. Nunca tinha provado este vinho, feito com uvas francesas e junto com a Sangiovesse. Belo vinho, muito elegante, boa intensidade em boca e ideal para acompanhar o papo e as comidinhas. Quero provar novamente.
Nota: -

Um comentário:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.