16 de outubro de 2012

Cuvée Troisgois Côte Roanaisse - 2011

Nome: Cuvée Troisgois Côte Roanaisse
Safra: 2011
País: França
Região: Vale do Loire
Produtor: Domaine Roberto Sérol
Importador: -

Uvas/Corte: Gamay 100%
Teor alcoólico: 12%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: R$ 89,00
Onde foi comprado: CT Trattorie, no Rio
Quando foi comprado: 20 de setembro de 2012
Degustado em: 20 de setembro de 2012
Onde Bebeu: CT Trattorie, no Rio
Harmonizado com: Gnocchi de la Meme Forte e Polpetone CT Trattorie
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Tasting : The robe is garnet red with a brilliant intensity. Aromas of very ripe red and black fruit, in conjunction with spicier aromas (pepper and clove).

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: O dia do meu aniversário é sempre especial! E este 20 de setembro não foi diferente. Ganhei festinha dos colegas de aula, flores do meu chefe, mais presentes do que poderia esperar e ainda me permiti andar de táxi da universidade até o trabalho. Para completar um dia perfeito, fomos jantar na CT Trattorie. Eu havia escolhido outro italiano para comemorar, mas nas últimas semanas resolvi trocar pelo restaurante do Claude Troisgois, que agora arrumou uma origem italiana. Confesso que tenho uma implicância gratuita com o Claude, mas tive de dar o braço a torcer. A comida do restaurante é a melhor comida italiana que já comi aqui no Rio. O nhoque que escolhi estava simplesmente perfeito. Voltaria fácil lá! Adorei! Escolhemos o vinho da casa, que é produzido no Loire para os restaurantes da família Troisgois.  Gostei bastante, foi apenas mais um belo detalhe no meu dia tão especial.
Nota: 89.0


Comentário do Claudio
Rótulo: Rótulo de muito equilíbrio dentro de sua simplicidade.
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Aniversário da Rafaela e resolvemos jantar em um dos restaurantes do Chef Claude Troisgros aqui no Rio, o CT Trattorie. Este é o restaurante 'italiano' do chef francês. E a experiência valeu. O ambiente é agradável e logo o restaurante ficou cheio. O cardápio não é extenso, com algumas releituras de pratos italianos clássicos, serviço cordial e eficiente. Escolhemos os dois pratos que estavam indicados comos as especialidades da casa. Comi um excelente polpetone que espero repetir. Ao olhar a carta de vinhos, resolvi também ficar com o vinho 'da casa', ou melhor, o vinho que e produzido para o restaurante da família Troisgros na França. Um Gamay produzido no Vale do Loire, leve, agradável, leve fruta, seguindo o estilo velho mundo. Um vinho que me pareceu muito versátil, um tinto que combina bem com nosso clima. Gostei. Acho que a Rafaela curtiu a comemoração do aniversário dela!
Nota: -

Um comentário:

Le Vin au Blog disse...

Curti muito, babe!