29 de outubro de 2012

Carlos Reynolds 2009 / Inniskillin Vidal 2008

Nome: Carlos Reynolds / Inniskillin
Safra: 2009 / 2008
País: Portugal / Canada
Região: Alentejo / Niagara Peninsula
Produtor: Julian Cueller Reynolds / Inniskillin Wines
Importador: Clube W / -

Uvas/Corte: Aragonês 40%, Trincadeira 40% e Alicante Bouschet 20% / Vidal
Teor alcoólico: 13,5% / 9%
Rolha: Cortiça / Rosca
Numeração da garrafa: -
Preço: R$ 40 / Geltimente presenteado pela Regina Helena
Onde foi comprado: Clube W / Na vinícola no Canadá
Quando foi comprado: Agosto 2012
Degustado em: 12 de outubro de 2012
Onde Bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Massa Veronese com molho de tomates, mussarela de búfala e manjericão
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
De cor granada com grande poder aromático onde se destaca um aroma florais misturados com compotas de frutas vermelhas. Na boca é elegante e muito fácil de beber, o que o torna um vinho ideal
para o quotidiano.
Tasting Notes
The nobility of this vintage shines with an alluring assortment of fresh tangerine, papaya and lychee. These exquisite fruit flavours, combined with invigorating acidity offer multi-layers of balanced pleasure.


Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Gostei muito deste vinho. Ele é tão amigável. Muito fácil de beber, fácil de gostar. Passei o feriado trabalhando, um pouco fora de casa, um pouco em casa. No final do dia, com o friozinho, resolvemos fazer uma comidinha em casa. Massa ou risoto. No final, como tínhamos mais ingredientes para fazer uma massa, optamos por uma com molho de tomate, manjericão e mussarela de búfala. Receitinha básica, mas especial. Ficou triboa. Em seguida, preparamos bananas assadas no forno com mel. Queríamos provar um dos icewines que a mãe do Claudio trouxe do Canadá. É um vinho doce, mas muito doce. Eu costumo gostar da doçura dos vinhos de sobremesa, mas confesso que achei este um pouco doce demais. É de uma uva que eu nunca tinha ouvido falar: a vidal.
Nota: 89.0

Comentário do Claudio
Rótulo: Valoriza o logo, bem gráfico e marcante pelo ícone da coroa.
Exame visual: Rubi denso.
Exame olfativo: É um nariz bastante agradável, uma boa mistura de frutas com especiarias e talvez algo defumado. Interessante.
Exame gustativo: Na véspera do último Encontro de Vinhos Off, tive a oportunidade de conhecer Nelson Martins em um jantar, enólogo da vinícola Carlos Reynolds. Nesta oportunidade, provei todos os vinhos Reynolds e saí com uma boa impressão deles. Para minha surpresa, a Wine colocou dois vinhos desta vinícola no Clube W. Este foi a primeira garrafa que abrimos deste que é o vinho de entrada da vinícola. É um alentejano interessantíssimo. Um vinho muito agradável, equilibrado e bem feito. Em boca, uma boa mistura de frutas e final de boca com leve toque apimentado. Vinho gastronômico, que pede uma comida para acompanhar. É sem dúvida uma ótima compra, vinho que irá agradar. Para fechar a noite resolvemos abrir uma garrafinha que ganhamos de um Icewine. Minha mãe trouxe do Canadá e aproveitamos esta noite para abri-lo. Feito da uva Vidal, a qual eu não conhecia, é um vinho de grande intensidade e presença em boca. Com muita potência, mas aliada à elegância, o que dá uma bela personalidade ao vinho. Tem um perfil de calda de algum doce de fruta em compota, sem ser enjoativo. Muito gostoso, vale provar.
Nota: 88.0 + / 90.0

Nenhum comentário: