9 de agosto de 2012

Marcel Lapierre MMIX / Minimvs Anima - 2007

Nome: Marcel Lapierre MMIX / Minimvs Anima
Safra: 2009 / 2007
País: França / Brasil
Região: Villié Morgon / Encruzilhada do Sul
Produtor: Marcel Lapierre / Marco Danielle

Uvas/Corte: Gamay 100%  / Tannat (35%), Cabernet Sauvignon (35%), Alicante Bouschet (20%) e Merlot (10%)
Teor alcoólico: 14,5% / 13.5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: Na própria vinícola, em Villié Morgon, na França / Gentilmente oferecido pelo Pedro
Quando foi comprado: Setembro de 2010 / -
Degustado em: 14 de junho de 2012
Onde Bebeu: Restaurante Aprazível, em Santa Teresa
Harmonizado com: 
Com quem: Claudio, Rafaela, Pedro Hermeto, Paul Medder, d. Ana

Comentário do Produtor
-

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Fazia um tempão que eu queria conhecer o Aprazível. Claudio já havia ido em duas outras oportunidades, duas degustações. Deixamos passar o frenesi do dia dos namorados e no dia 14, lá fomos nós para Santa Teresa. Como iríamos beber, fomos de táxi. Ideia boa, mas cheguei lá em cima meio enjoada. O taxista era, digamos, meio agitado. Dirigia feito um louco. Isso não chegou a estragar o jantar. Logo me recuperei. Foi uma noite muito legal, pois tivemos a companhia do Pedro, da d. Ana, que é a mãe do Pedro, assim como do Paul Medder, o sommelier do Aprazível, um neozelandês tão sério quanto simpático. Comemos um prato bem gostoso, a galinhada caipira, mas melhor mesmo foi a deliciosa sobremesa, Morango do Amor, que eu já havia planejado comer desde que olhei o cardápio em casa. Foi uma noite bem agradável. Na volta ainda ganhamos carona da simpática mãe do Pedro, a d. Ana. Tomara que a repitamos logo.
Nota: -

Comentário do Claudio
Rótulo: 

Exame visual: 
Exame olfativo:
Exame gustativo: Há pouco tempo tinha ido a um jantar no ótimo e aconchegante restaurante Aprazível em Santa Teresa e em uma conversa com o Pedro Hermeto, descobri que ele também gostava muio dos vinhos do falecido produtor francês Marcel Lapierre. Em 2010 quando viajamos pela França fizemos uma visita à vinícola (relembre aqui, aqui e aqui). Durante a visita, provamos um vinho especial, o Marcel Lapierre MMIX e compramos uma garrafa para bebermos aqui no Brasil. Combinamos com o Pedro de levar nossa garrafa e bebermos juntos durante um jantar no Aprazível e assim a Rafaela conseguiria conhecer o restaurante. Este é um Gamay muito especial. Feito apenas em grandes safra e de apenas uma pequena parcela de vinhedos. Já tinha ficado muito impressionado com a força e complexidade que os Lapierres conseguiram imprimir neste vinho e não foi diferente nesta garrafa. Vinho inicialmente estava muito fechado. Colocamos em um decanter e esperamos um pouco para beber. Abriu bastante e pudemos comprovar toda a concentração e fruta desta garrafa. De qualquer forma, todos concordaram que cometemos um crime ao abrir a garrafa. Este vinho tem muito potencial e não estava no ponto para abrir. Pelo menos deveríamos esperar por pelo menos mais uns 5 anos para abrir. Mesmo assim, pudemos sentir o potencial do vinho e foi a melhor companhia para a noite agradável, de boa comida e bom papo. Fiquei com vontade de tentar comprar uma outra garrafa para abrir daqui a alguns anos. Depois, o Pedro gentilmente abriu uma garrafa da adega, o Minimus Anima 2007, vinho brasileiro do polêmico produtor Marco Daniele. Um vinho com um corte inusitado, de perfil velho mundo, equilibrado e interessante. Não tinha provado ainda este vinho e gostei. Uma ótima noite.
Nota: 

2 comentários:

alaingles disse...

Oi Claudio,

muito bacana o relato do encontro. Ainda mais por desconhecer esse vinho MMIX. Entrou pra lista a garimpar.

Grande abraço,
Alain

PS: O Paul é da Nova Zelandia!

Le Vin au Blog disse...

Obrigada, Alain, pela correção.
Eu estava mesmo distraída quando escrevi, pois o próprio Paul nos contou que era da Nova Zelândia.
Abraços,
Rafaela