19 de julho de 2012

Gérard Bertrand Naturalys - Merlot 2009


Nome: Gérard Bertrand Naturalys / La Mision
Safra: 2009 / 2011
País: França / Chile
Região: Pays D'OC -Languedoc / Maipo
Produtor: Gérard Bertrand / William Fèvre
Importador: -

Uvas/Corte: Merlot 100% / Chardonnay 100%
Teor alcoólico: 13% / 13,3%
Rolha: Cortiça / rosca
Numeração da garrafa: -
Preço: 7 euros / R$ 18,80
Onde foi comprado: Galerias Lafayette, em Paris / Supermercado Zona Sul em Botafogo
Quando foi comprado: Julho de 2011 / 23 de maio
Degustado em: 23 de maio de 2012
Onde Bebeu: Em casa
Harmonizado com: Risoto de mussarela de búfala e manjericão
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Précurseur en Languedoc, Gérard Bertrand a compris l’évolution de la consommation vers des vins d’expression, équilibrés et élégants. En offrant des Grands vins à un juste prix son succès est immédiat. Les vins de Prestige Gérard Bertrand deviennent rapidement la référence qualitative auprès des professionnels.

Comentário da Rafaela
Rótulo: 

Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Depois de muito pensar sobre o que fazer nesta noite de quarta-feira, tomamos a decisão de fazer um risoto em casa. Fomos então ao super para comprar os ingredientes. Minha resposta à pergunta do Claudio sobre qual vinho escolher para fazer o risoto é sempre a mesma: o mais barato. Ele raramente obedece. Sempre quer trazer algo diferente para fazer uma provinha enquanto cozinha. Eu acabei provando apenas um golinho. Para acompanhar o risotto, escolhemos este francês, que comprei ano passado ao passar por Paris antes de ir para a Alemanha. Como sempre, Claudio havia me dado uma lista de sugestões, mas (assim como ele não me ouve no supermercado aqui) resolvi escolher alguns por conta própria. Este vinho chamou minha atenção por ser um vinho orgânico. O preço também era convidativo. Ele me pareceu mais "limpo" que os demais vinhos que bebemos. Sou impressionável, então quando sei que é orgânico, já penso que será mais leve que os demais. Bom, não foi diferente desta vez. Foi bem com nosso risoto.
Nota: -


Comentário do Claudio
Rótulo: 

Exame visual: Rubi vivo e transparente / Amarelo bem claro
Exame olfativo: No nariz a impressão inicial é que tem algo de errado, mas é o estilo do vinho. Abre um pouco para fruta leve, ficando mais atraente. / leve álcool aparente.
Exame gustativo: Este é aquele tipo de vinho francês que vai trazer uma experiência na boca diferente dos vinhos que bebemos com maior frequência. Estilo diferente, com paladar de algo terroso, de corpo leve e notas que puxam para algo mais salgado. Em boca, ele é franco, aberto com características bem próprias, gostei do estilo e da experiência. Foi bem com o risoto. Antes provei um pouco do vinho branco que compramos para cozinhar. É um vinho chileno de entrada, simples, mas bem feito e agradável. Boa intensidade na boca, notas como doce de abacaxi em caldas e no seu final leve amargor aparece, sem atrapalhar. Um vinho que não faz feio pelo seu preço e que foi bem com queijo.
Nota: -

Nenhum comentário: