14 de maio de 2012

Dádivas - Chardonnay 2011

Nome: Dádivas
Safra: 2011
País: Brasil
Região: Terras de Encruzilhada do Sul - RS
Produtor: Lídio Carraro

Uvas/Corte: Chardonnay 100%
Teor alcoólico: 13%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: R$ 59
Onde foi comprado: Zot, em Copacabana
Quando foi comprado: 31 de março de 2012
Degustado em: 31 de março de 2012
Onde Bebeu: Zot, em Copacabana
Harmonizado com: Brandade de bacalhau e baroa, bolinhas de batata e carne seca e polentinha com gongorzola
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Aroma elegante de flores brancas, notas tropicais de abacaxi, melão, pera e toque mineral. Ao paladar é envolvente, equilibrado, persistente e possui ótimo frescor. Considerado um dos melhores Chardonnays da atualidade. Uma verdadeira Dádiva!

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Na Revista Rio Show do jornal O Globo saiu uma reportagem sobre lugares bacanas de Copacabana. O bairro famoso mundialmente não é o preferido dos cariocas, mas agora começa a ter atrativos diferenciados que talvez chamem a atenção até mesmo dos locais. Passei o dia estudando, mas nas duas saídas que dei de casa neste sábado, fomos parar em Copacabana. Almoçamos no Amir, tomamos café no Fiducia. À noite, fomos até o Zot, bar de vinhos aberto há pouco mais de mês. O lugar estava cheio, fenômeno normal depois de sair no jornal. Assim mesmo, tão logo chegamos, já conseguimos um cantinho no bar. Foi uma noite muito agradável e a escolha do vinho foi perfeita. A linha Dádivas é realmente especial. E o preço no Zot estava ok. As comidinhas são gostosas, especialmente a brandade de bacalhau.
Nota: 90.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Um rótulo simples e direto. Não compromete.
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Neste dia fomos conhecer um novo bar em Copacabana que eu já tinha ouvido falar e que tinha saído no jornal naquela final de semana, o Zot. O local não é muito grande, mas bem decorado e aconchegante. Sentamos no bar, de onde observamos que na grande maioria das mesa, as pessoas estavam bebendo vinhos. A carta não é muito grande, mas conta com opções interessantes e com uma marcação de preço razoável. Neste dia estava com vontade de beber um branco ou um espumante. Ao ver a carta, vi este vinho da Lidio Carraro e pedi. A linha Dádivas é bastante interessante. Gosto muito do Pinot Noir e agora este Chardonnay também entrou para a lista de bons vinhos nacionais. Não passa por madeira. Este Chardonnay é elegante em boca e muito bem feito. Boa combinação de acidez e fruta em boca com leve toque de algo mineral em seu final. Gostei bastante tanto do Zot quanto do vinho.
Nota: 88.0

Nenhum comentário: