30 de março de 2010

El Bosque Winemaker's Choice - Cabernet Sauvignon 2006


Nome: El Bosque Winemaker's Choice
Safra: 2006
País: Chile
Região: Vale de Maipo
Produtor: Viña Casablanca
Site: http://www.casablancawinery.com/
Importador: -

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon 100%
Teor alcoólico: 14,5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: 4.800 pesos chilenos
Onde foi comprado: Aeroporto de Santiago, no Chile
Quando foi comprado: Dezembro de 2008
Degustado em: 24 de março de 2010
Onde bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Pizza da Fiametta instalada no Pão de Açúçar da Tonelero, em Copacana (R$ 16,90)
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
En el examen visual posee un intenso color rojo rubí violáceo. En aromas se expresa con una interesante mezcla frutal (cassis y arándano) y floral (especialmente lilas) más con suaves notas mentoladas, una característica muy propia de la zona. Estos elementos se integran elegantemente con notas de vainilla, tabaco y tostados aportados por la guarda en barricas de roble francés. Al paladar se manifiesta como un vino de gran cuerpo, taninos suaves, óptima estructura y prolongado final

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: Bem frutado, com um cheiro que arde o nariz.
Exame gustativo: Gostoso. Foi um jantar bem legal depois de uma tarde passando muito calor no Fórum Urbano Mundial, que ocorreu aqui no Rio e onde trabalhei durante quatro dias. Este é um vinho bem frutado, com forte presença de frutas vermelhas. Fica melhor com a comida.
Nota: 89.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Bonito rótulo. Instigante.
Exame visual: -
Exame olfativo: Nariz com muita fruta escura e cassis.
Exame gustativo: Gosto desta vinícola. Em geral eles fazem bons vinhos. Degustamos há pouco tempo o Nimbus, que é uma linha um pouco superior a esta. O resultado foi excelente. Um vinho com presença e personalidade. Também havia comprado no Chile este El Bosque. Fui degustar com uma grande espectativa. É um vinho bem feito, mas faltou um pouco da personalidade do Nimbus. Paladar intenso, taninos redondos, bom corpo e com muita fruta madura: cassis, amora e morango. Em seu final aparecia algo como groselha. Para o meu paladar foi um pouco de fruta demais e sem surpresas. Para quem gosta do estilo, é uma boa dica.
Nota: 87.0

29 de março de 2010

Leyda - Pinot Noir 2008


Nome: Leyda
Safra: 2008
País: Chile
Região: Leyda Valley - Las Brisas
Produtor: Viña Leyda
Site: www.leyda.cl
Importador: -

Uvas/Corte: Pinot Noir 100%
Teor alcoólico: 14,5%
Rolha: Cortiça, grande
Numeração da garrafa: -
Preço: US$ 32,66
Onde foi comprado: Shopping China, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai
Quando foi comprado: 25 de janeiro de 2010
Degustado em: 20 de março de 2010
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Pizza da Veronese
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Bright colour. Clean and direct fruity nose with strawberries, hints of red cherries
and a subtle wild herb note. Delicate and refined on the palate. Juicy with ripe
flavours of berries combined with mineral notes and a lively acidity.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: Tentei várias vezes identificar o cheiro, mas a única conclusão que cheguei foi a de que, apesar de já estar quase no fim, ainda continha álcool.
Exame gustativo: Estava mais a fim de curtir a noite do que ficar analisando (!) o vinho. Então, apesar de bem impressionada, o que posso dizer desse Leyda é que é bem feito, agradável, com boa permanência. Gostoso, mas não recomendado para dias de muito calor, pois levanta rapidinho a temperatura e a sensação de calor.
Nota: 90.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Correto e equilibrado. Poderia valorizar a ilustração da fachada.
Exame visual: Leve violeta.
Exame olfativo: Intenso, com leve álcool aparente. Mistura fruta vermelha com algo mineral.
Exame gustativo: Agradável Pinot Noir chileno. Vinho vivo, acidez marcada, com corpo leve. Dois momentos distintos: no meio da boca aparece notas de frutas maduras e o final algo picante como algum tempero. Poderia ser um pouco mais elegante, explorando a delicadeza da casta. Leve amargor presente. Diferente dos últimos Pinot chilenos que degistamos pois não apareciam as notas de embutidos. Sem madeira aparente. Vale provar,um bom vinho.
Nota: 89.0

26 de março de 2010

Veramonte Reserva - Cabernet Sauvignon 2007



Nome: Veramonte Reserva
Safra: 2007
País: Chile
Região: Maipo Valley
Produtor: Veramonte
Site: www.veramonte.com
Importador: Zona Sul

Uvas/Corte: 85% Cabernet Sauvignon, 9% Cabernet Franc, 4% Carmenére y 2% Syrah
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Cortiça com logo
Numeração da garrafa: -
Preço: R$26,89
Onde foi comprado: Supermercado Zona Sul, em Botafogo
Quando foi comprado: 17 de março de 2010
Degustado em: 17 de março de 2010
Onde bebeu: Supermercado Zona Sul, em Botafogo
Harmonizado com: Pizza de calabreza e pizza de mussarela
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Color Rojo profundo, intenso, rubí. Aroma Notas de frutos rojos y negros integrados elegantemente a los aromas de madera del vino. Sabor Intensos sabores a cerezas negras, arándanos y moras se acentúan por una excelente integración de la madera. Taninos grandes, intensos, pero suaves dan una sensación de gran concentración y riqueza de este vino.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Quando saí de casa de manhã neste dia, levei comigo uma sombrinha, pois o tempo estava instável na última semana. Ainda bem que fiz isso, pois a promessa de chuva confirmou-se no final da tarde. Eu tinha de ir ao Leblon para uma consulta e quando ganhei a rua, lá pelas sete da noite, chovia torrencialmente. Quando finalmente cheguei perto de casa, achei que para compensar todo o perrengue, eu merecia uma pizza acompanhada por um vinhozinho. Claudio topou na hora. Fomos para o Zona Sul. Para não complicar o orçamento, escolhemos esse Veramonte que costuma ter um bom custo/benefício. Foi uma boa escolha. Harmonizou com a pizza, com a chuva que continuava caindo lá fora e com a boa conversa. Deu até para esquecer que estávamos em pleno supermercado.
Nota: 88.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Poderia ter um equilíbrio melhor. Possui elementos gráficos interessantes que poderia ser melhor explorados.
Exame visual: Rubi vivo.
Exame olfativo: Nariz franco e com notas vegetais bem marcadas. Bem característico da cepa.
Exame gustativo: Resolvemos comer uma pizza no supermercado Zona Sul e escolhi este Veramonte. Quando estava pegando uma garrafa da safra 2008, achei uma única garrafa da safra 2007. Resolvi escolher a mais velha. A curiosidade é que cada safra é produzida em um determinado local: Maipo a 2007 e Colchagua a 2008. É um bom Cabernet Sauvignon, não muito complexo, mas bem feito. Não apresenta notas de madeira, vinho direto e com notas vegetais, como pimentão em seu paladar. Seu final poderia ser um pouco mais longo. Um vinho agradável e que já está pronto para beber. Bom curto-benefício. Fiquei curioso para provar a safra 2008 e observar as diferenças.
Nota: 87.0

25 de março de 2010

Pergunta da Semana - 161

Toda quarta-feira, publicamos aqui uma pergunta relacionada ao mundo do vinho para saber mais sobre os seus hábitos e gostos. Inspirado no fato de que ontem o Claudio terminou de ler A arte de fazer um grande vinho, nesta semana, o Le Vin au Blog quer saber:

- Você leu recentemente algum livro com temática relacionada a vinho? Tem alguma boa dica de leitura para dividir? Você gosta de ler?

23 de março de 2010

Pink Goat - Syrah Rosé 2006



Nome: Pink Goat
Safra: 2006
País: Chile
Região: Vale de Limari
Produtor: Tamaya
Site: http://www.tamaya.cl/
Importador: -

Uvas/Corte: Syrah 100%
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Sintética
Numeração da garrafa: -
Preço: R$ 45
Onde foi comprado: Degustare, em Botafogo
Quando foi comprado: 12 de março de 2010
Degustado em: 12 de março de 2010
Onde bebeu: Degustare, em Botafogo
Harmonizado com: Queijos e salaminho
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Rosado rubí con reflejos púrpuras. Nariz fresca muestra frutos rojos con toques húmedos y acentos florales. En boca se muestra su fruta, refrescante acidez y estructura seria, redonda y suave. De final fresco y estructurado.

Comentário da Rafaela
Exame visual: Vermelho clarinho ou salmão escuro.
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Vinho bem agradável, apesar de ser um tanto alcoólico para um rose. Bom final. Nem tão doce, nem tão ácido. Estávamos há um tempão querendo ir beber um vinho ali na Degustare, loja simpática de vinhos instalada da Guilhermina Guinle. Nesta noite, saímos decididos a parar para um vinho. A boa notícia é que a loja fica aberta até as 22h. Mauro, o simpático proprietário, nos deu uma aula sobre rolhas. Manezinho*, mas com avó em Bento Gonçalves, viveu muitos anos na Nova Zelândia e se especializou na área de vinhos. Foi uma noite bem legal, que será repetida qualquer hora dessas.
Nota: 89.0
* Maneira como são chamados os nascidos em Florianópolis.

Comentário do Claudio
Rótulo:
Um rótulo visualmente leve e divertido. Combina com a cor do vinho.
Exame visual: Um bordô suave. Mais intenso que a maioria dos rosés.
Exame olfativo: Nariz intenso com algo de embutido ou couro.
Exame gustativo: Resolvemos finalmente degustar um vinho na Degustare. Em tempos de lei seca no Rio, você poder ir em um lugar perto de casa é ótimo. Local agradável e intimista, resolvemos provar este rosé por indicação do Mauro, dono da delicatessen. É um vinho interessante, de sabor peculiar, com boa presença em boca para um rosé. O nariz se repete na boca, final intenso apresentando especiarias. Paladar foge das notas de frutas ou doces. Vale experimentar
Nota: 88.0

21 de março de 2010

Valmarino - Merlot 2004



Nome:
Valmarino
Safra: 2004
País: Brasil
Região: Pinto Bandeira, em Bento Goncalves
Produtor: Valmarino
Site: www.valmarino.com.br
Importador: -

Uvas/Corte: Merlot 100%
Teor alcoólico: 13%
Rolha: Cortica
Numeração da garrafa: 1969
Preço: R$ 18
Onde foi comprado: www.vinhosnet.com.br
Quando foi comprado: Maio 2009
Degustado em: 10 de março de 2010
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Pizza de cogumelos e quatro queijos da Dominos
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Variedade de uva tinta de origem francesa com boa adaptação na Serra Gaúcha. É cultivada por nossa família desde 1996 em Pinto Bandeira.Nosso vinho Merlot Valmarino tem como características a coloração vermelho viva, aromas que lembram cerejas e ameixas, com toques de tostado, tabaco e madeira. Tem um corpo macio, elegante , com taninos de qualidade e com um final agradável.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Eu estava morrendo de vontade de comer pizza, consegui convencer o Claudio e quando ele voltou de um compromisso que tinha na rua trouxe uma pizza do Dominos. Como era meio de semana, resolvemos abrir um vinho que poderíamos beber somente uma ou duas tacinhas. Acho que agora chegamos ao fim da nossa reserva de Valmarino. Ele continuou mostrando-se um bom vinho para noites descompromissadas.
Nota: 87.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Simples e correto. Lembra vinho do velho mundo.
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Esta foi a nossa última garrafa deste Merlot da Valmarino. Abrimos para acompanhar uma pizza. Já evoluido e não deve suportar mais tempo. É um ótima opção de vinho para o dia-a-dia, bom custo e boas características da casta
Nota: 86.0

Hex von Wein - Cabernet Sauvignon 2007



Nome: Hex Von Wein Reserva Especial
Safra: 2007
País: Brasil
Região: Picada Café, RS
Produtor: Vinícola Hex von Wein
Site: http://www.vinhoorganico.com.br/index.html
Importador: -

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon 100%
Teor alcoólico: 12,6%
Rolha: Tampa de rosca na garrafa de 187 ml
Numeração da garrafa: -/1.575
Preço: R$ 10, a garrafa de 375 ml
Onde foi comprado: Feira Brasil Rural Contemporâneo, na Marina da Gloria
Quando foi comprado: 8 de outubro de 2009
Degustado em: 2 de março de 2010
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Empanado de frango
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
As parreiras da Hex baseiam-se na biodiversidade, ou seja, na eliminação da monocultura e cultivo de várias espécies no mesmo habitat. Em resumo, na nossa produção voltamos aos antigos modelos de produção agrícola, amenizando as mudanças no sistema biológico. Assim, o solo produz uma fruta mais autêntica, particular, caracterizando o produto de acordo com a região e expressando o real terroir. Quando o solo recebe quimicamente os nutrientes que lhe faltam, até chegar ao ponto ideal de produção, ocorre a massificação da variedade, ou seja, em qualquer lugar do mundo o produto tem as mesmas características. A Coopernatural lançou o vinho Cabernet Sauvignon orgânico certificado Safra 2007 na Bio Fach em São Paulo. As uvas desta safra foram selecionadas a dedo, as melhores uvas, as mais sadias e as mais maduras, somente o melhor da produção, compõem este vinho de alto padrão enológico. A fermentação foi com controle de temperatura, não ultrapasando os 25 graus, o envelhecimento vai ser em barricas de carvalho francês. Com graduação alcoólica de 12,6%. A produção de 2007 está limitada a uma produção de 1.575 unidades. Um dos primeiros vinhos finos orgânicos do Brasil.

Comentário da Rafaela
Exame visual: Escuro, bordô.
Exame olfativo: Bastante perfumado.
Exame gustativo: Muito custo/benefício. Bem feito. Merece ser provado
Nota: 87.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Formato diferenciado lembrando uma folha. Simples, correto e equilibrado. De acordo com o vinho.
Exame visual: Bonita cor grená escuro com alos alaranjados.
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Abrimos mais uma das garrafinhas de 187 ml que compramos deste vinho. Esta estava muito interessante, bem melhor que a meia garrafa com rolha de cortiça que degustamos anteriormente. Paladar mais intenso, boa evolução. Vinho muito interessante. Ainda temos outra meia garrafa e outras de 187ml para ver a evolução.
Nota: 88.0

20 de março de 2010

Pergunta da Semana - 160

Toda quarta-feira, publicamos aqui uma pergunta relacionada ao mundo do vinho para saber mais sobre os seus hábitos e gostos. Na América do Sul, o Chile é um dos destinos preferidos por quem gosta de vinhos. Recentemente, o país passou por um terremoto que prejudicou várias cidades, inclusive algumas com vinícolas. Baseado neste fato, nesta semana, o Le Vin au Blog quer saber:

- Se você estivesse com uma viagem marcada para o Chile para agora, você iria de qualquer forma? Ou esperaria passar alguns meses para uma visita?

14 de março de 2010

Luigi Bosca Gala I - Malbec/Petit Verdot/Tannat 2005


Nome: Luigi Bosca Gala I
Safra: 2005
País: Argentina
Região: Lujan de Cuyo, Mendoza
Produtor: Leoncio Arizu
Site: www.luigibosca.com.ar
Importador: Decanter

Uvas/Corte: Malbec 85% / Petit Verdot 10% / Tannat 5%
Teor alcoólico: 14,5%
Rolha: Cortiça grande
Numeração da garrafa: -
Preço: 120 pesos
Onde foi comprado: Ligier, em Buenos Aires
Quando foi comprado: 12 de fevereiro de 2008
Degustado em: 5 de março de 2010
Onde bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Queijos, baguette e ótimo pão italiano do Garcia e Rodrigues
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Um sofisticado blend com base de Malbec e pequenas contribuições de Petit Verdot e Tannat. Um vinho musculoso e elegante. De cor profunda, com ricos aromas de frutas vermelhas e delicadas notas de especiarias. Moderno e harmônico, de grande corpo, acaricia o paladar com força, deixando uma sutil lembrança de baunilha. Muito persistente.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Que vinho maravilhoso! Adorei! Começa pela bela garrafa, com um lacre diferente e bonito. A rolha, comprida, pode ser vista sem abrir a garrafa. E quando chega a hora da degustação, a expectativa é alta e o vinho não decepciona. Equilibrado, saboroso, elegante. Foi um ótimo jantar com comidinhas gostosas. Noite perfeita.
Nota: 94.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Bonita e diferente garrafa. Sem a capsula, com um detalhe no topo da rolha. Rótulo imponente.
Exame visual: Violeta vivo.
Exame olfativo: Uma mistura de frutas negras, toques defumados e madeira.
Exame gustativo: Vinho moderno e muito bem feito. A Malbec é muito bem cortada com o Tannat e Petit Verdot. É um vinho que ainda está muito vivo e jovem. Acredito que ele tem tudo para evoluir bem por mais alguns anos. Sabor firme, intenso com taninos ainda marcados e bom corpo. Evolui com tempo aberto, apresentando notas de frutas com especiarias. Boa acidez e final marcante. Gostaria de provar novamente esta garrafa em alguns anos. É um bom vinho, moderno, de um interessante corte. Vale conhecer
Nota: 90.0 +

12 de março de 2010

Serrera del Pecado 2007


Nome: Serrera del Pecado
Safra: 2007
País: Argentina
Região: Mendoza
Produtor: Bodega Marton Andina
Site: http://www.serrera.com.br/
Importador:Hannover

Uvas/Corte: Malbec/Cabernet Sauvignon
Teor alcoólico: 14%
Rolha: Sintética
Numeração da garrafa: -
Preço: Gentilmente oferecido pelo Cristiano, do blog Vivendo Vinhos na promoção "Vivendo Vinhos", em parceria com Vinhos Web
Onde foi comprado: -
Quando foi comprado: Fevereiro de 2010
Degustado em: 27 de fevereiro de 2010
Onde bebeu: Casa do Tito, da Raquel e do Ricardo
Harmonizado com: Deliciosa massa com molho de tomate preparada pelo Ricardo
Com quem: Claudio, Rafaela, Raquel, Ricardo, Tito e Ana Paula

Comentário do Produtor
Se buscó obtener un vino sumamente frutado y amable en boca para disfrutar en todo momento. Sus notas la dan los frutos rojos maduros ( ciruelas y guindas)

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Tito nasceu há três meses e está muito fofo. Estávamos há tempos para ir visitá-lo em casa, mas nunca dava. Neste sábado, combinamos meio em cima da hora e conseguimos. Quando chegamos, ele estava dormindo, mas logo depois acordou e participou do jantar que o Ricardo, muito prendado, preparou. Foi muito bom. E o vinho mostrou-se perfeito para a ocasião, muito gostoso. Foi melhorando com o tempo. Ah, é preciso lembrar que este vinho ganhamos em uma promoção do blog do Cristiano, o Vivendo Vinhos. Acho que gostaria de provar este vinho de novo. Muito obrigada, Cristiano!
Nota: 89.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Simples e correto. Poderiam trabalhar melhor a palavra "del pecado". Iria valorizar o vinho.
Exame visual: -
Exame olfativo: Nariz foi uma boa surpresa, frutado, límpido, intenso. Muito bom.
Exame gustativo: Ganahmos este vinho na promoção que o amigo Cristiano fez no blog dele, o ótimo Vivendo Vinhos. Resolvemos levar para a casa do Ricardo, Raquel e o Tito. O jantar estava excelentee o vinho foi rápido, sinal que agradou. É um vinho interessante. Na primeira taça ele estava meio fechadão. Logo se abriu e moustrou-se um vinho bem equilibrado, com fruta na medida, sem madeira aparente e muito bem feito. Um vinho fácil de se beber, sem exageros. Ótimo custo-benefício. Vale ter na adega.
Nota: 87.0

6 de março de 2010

Pergunta da Semana - 159

Toda quarta-feira, publicamos aqui uma pergunta relacionada ao mundo do vinho para saber mais sobre os seus hábitos e gostos. Nesta semana, o Le Vin au Blog quer saber:

- Você costuma visitar blogs que tratem de outros assuntos além dos relacionados a vinho? Quais são os temas mais procurados?

5 de março de 2010

Fontelellera - Vino Nobile de Montepulciano 2006


Nome: Fontelellera - Vino Nobile de Montepulciano
Safra: 2006
País: Itália
Região: Montepulciano
Produtor: Cantina Baroncini
Site: www.baroncini.it/
Importador: Zona Sul

Uvas/Corte: Prugnolo Gentile 100%
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: R$ 42
Onde foi comprado: Zona Sul Botafogo
Quando foi comprado: 26 de fevereiro de 2010
Degustado em: 26 de fevereiro de 2010
Onde bebeu: Zona Sul Botafogo
Harmonizado com: Pizza de mussarela do Zona Sul
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Colour: ruby-red with purple reflectionsBouquet: scents of vanilla and black cherryTaste: dry body, full, cherryAlcoholic strenght: 13%Serving temperature: 20° C.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Resolvemos burlar nosso tratado de diminuir as saídas e furtivamente fomos comer pizza no Zona Sul. Para acompanhar a pizza, Claudio sugeriu vários vinhos, mas eu queria mesmo era beber um italiano. Consegui! Quando ele foi aberto, logo ficaram suspeitas no ar de que não seria tão bom assim. O preço também não era muito animador - para se esperar um bom italiano, pelo menos. Nem dei bola para tudo isso e achei que a noite foi muito boa, com o vinho italiano cumprindo muito bem o seu papel. Ainda mais em tempos de tantos sonhos italianos...
Nota: 87.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Típica programação visual de vinho italiano.
Exame visual: Lembrava cor de Pinot noir, indo para o alaranjado
Exame olfativo: Frutas leve, cereja, morango. Bem agradável.
Exame gustativo: Sempre é divertido comprar um vinho sem nenhuma referência sobre ele. Em geral, quando este vinho é francês ou italiano e por um preço não tão alto, a chance de ser um vinho não tão agradável aumenta. Porém, este vinho italiano se mostrou equilibrado, bastante agradável com notas de cereja, corpo leve e final levemente doce. Funcionou bem com a pizza.
Nota:
86.0+

3 de março de 2010

Pergunta da Semana - 158

Toda quarta-feira, publicamos aqui uma pergunta relacionada ao mundo do vinho para saber mais sobre os seus hábitos e gostos. Nesta semana, o Le Vin au Blog quer saber:

- Você costuma catalogar seus vinhos? Organiza algum tipo de lista? Com quais itens? Utiliza algum software? Já experimentou algum dos programas de catalogação de vinhos feitos para iPhone?

2 de março de 2010

Valmarino - Merlot 2004



Nome: Valmarino
Safra: 2004
País: Brasil
Região: Pinto Bandeira, em Bento Goncalves
Produtor: Valmarino
Site: www.valmarino.com.br
Importador: -

Uvas/Corte: Merlot 100%
Teor alcoólico: 13%
Rolha: Cortica
Numeração da garrafa: 3968
Preço: R$ 18
Onde foi comprado: www.vinhosnet.com.br
Quando foi comprado: Maio 2009
Degustado em: 24 de fevereiro de 2010
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Massa integral com molho de tomate
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Variedade de uva tinta de origem francesa com boa adaptação na Serra Gaúcha. É cultivada por nossa família desde 1996 em Pinto Bandeira.Nosso vinho Merlot Valmarino tem como características a coloração vermelho viva, aromas que lembram cerejas e ameixas, com toques de tostado, tabaco e madeira. Tem um corpo macio, elegante , com taninos de qualidade e com um final agradável.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Em novembro passado, nos encontramos com a mãe em Florianópolis e, além de dois vinhos da região, ela nos levou mais duas garrafas desse vinho que havíamos comprado para a formatura dela no passado. Ele continua sendo um bom companheiro para jantares sem grandes expectativas. É uma boa companhia.
Nota: 88.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Simples e correto. Lembra vinho do velho mundo.
Exame visual:Rubi intenso, vivo e fechado. Bonita cor. Das garrafas que degustamos esta foi a que apresentou menos depósitos.
Exame olfativo: Apresentou notas vegetais, direto e final com leve toque de fruta como cereja. Exame gustativo: Mais uma vez degustamos este Merlot da Valmarino, com um resultado positivo. Ele começa a dar sinais de envelhecimento que deixou seu paladar interessante. Boa intensidade, direto, agradável com notas vegetais e leve amargor característico da uva no final. É uma boa opção para acompanhar um jantar no dia-a-dia.
Nota: 86.0

1 de março de 2010

Finca La Linda - Malbec 2008


Nome: Finda La Linda
Safra: 2008
País: Argentina
Região: Mendoza
Produtor: Luigi Bosca
Site: http://www.luigibosca.com.ar/
Importador: Decanter

Uvas/Corte: Malbec 100%
Teor alcoólico: 14%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: U$ 6,40
Onde foi comprado: Shopping China, em Juan Pedro Caballero
Quando foi comprado: 25 de janeiro de 2010
Degustado em: 20 de fevereiro de 2010
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Massa fresca da Veronese com molho siciliano do Sítio Humaytá
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Característico color rojo intenso. Aromas a guinda y especias. En boca se perciben taninos equilibrados debido a 3 meses de añejamiento en roble francés. Aterciopelado. De buena estructura, fino, moderno.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Este vinho continua sendo bem simpático, como eu gosto. Como já disse muitas vezes, este vinho tem um significado especial, por isso gosto de prová-lo de tempos em tempos. Não para dizer se gosto ou não gosto, já está claro que gosto - e muito.
Nota: 89.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Novo rótulo desta linha, mais claro e moderno. Equlibrado.
Exame visual: Bordô/rubi
Exame olfativo: Notas de cerejas maduras.
Exame gustativo: Desde a safra 2003, venho provando o Malbec da linha Finca La Linda. Sempre é um porto seguro: vinho bem feito por ótimo preço. A safra 2008 confirma isto: vinho ainda jovem, com boa fruta em boca, leve nota de madeira no final, e taninos domados. É um vinho fácil de se beber. Nas últimas safras ele apresentava uma fruta mais presente em boca, neste ele voltou para um caminho mais elegante. Finca La Linda sempre é uma boa opção.
Nota: 87.0