6 de outubro de 2010

Paradilys - Madiran 2005


Nome: Paradilys
Safra: 2005
País: França
Região: Madiran
Produtor: Le Cru du Paradis
Site: http://www.madirancruduparadis.com/nosvins.htm
Importador: -

Uvas/Corte: Tannat e Cabernet Sauvignon
Teor alcoólico: -
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: 19,80 euros (500ml)
Onde foi comprado: Le Marché, Marais, Paris
Quando foi comprado: -
Degustado em: 26 de agosto de 2010
Onde bebeu: Le Marché, Marais, Paris
Harmonizado com: Porco com molho de mel e batatas gratinadas (Claudio) e peixe com brócolis, arroz e vagem (Rafaela)
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
La genèse de PARADILYS est le reflet d'une vinification moderne sur une base de
tannins doux aux saveurs élégantes. C'est un vin subtil avec des arômes voluptueux et des notes de fruits noirs et rouges. Il est issu des cépages TANNAT et CABERNETS.

Il accompagnera à merveille tous les plats traditionnels et enchantera vos convivesà l'apéritif. A consommer entre 16 et 18°

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Chegamos! Cansados, mas bem felizes por estar em Paris. Na verdade, acontece um fenômeno interessante quando chegamos à Europa. Todo aquele cansaço da viagem some feito mágica. E nem bem largamos as malas no hotel e tomamos um banho rápido, já estávamos bem animados para sair para a rua. Como ainda era verão, os dias estavam longos. Caminhamos pela rua Sébastopol até o Centre Pompidou. Ali, paramos um pouquinho para admirar a arquitetura diferente do lugar. Seguimos então até o Hôtel de Ville. Nesse momento, começou a dar uma fome! Caminhamos então até o Marais, onde escolhemos o Le Marché. Claudio tinha algumas referências. Muito bom, gostamos muito. Fica em uma pracinha muito agradável. A comida estava gostosa, o vinho foi perfeito para dar início a nossa viagem de férias enogastronômica.
Nota: 88.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
-
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Este foi o primeiro vinho que degustamos em Paris. Durante o jantar, em um agradável restaurante no Marais. Dentre as opções de vinhos do restaurante, resolvi escolher um de uma região menos badalada, o Madiran. É um um vinho de um estilo que gosto, mais rústico, bem Velho Mundo. A Tannat se mostra presente: taninos bem marcados e boa presença na boca. Funcionou bem com a carne de porco que eu estava degustando. Foi uma boa escolha este primeiro vinho de muitos que estavam por vir.
Nota: 88+

Nenhum comentário: