12 de outubro de 2010

La Tuque de Gueyze 2007 - Buzet



Nome: La Tuque de Gueyze
Safra: 2007
País: França
Região: Buzet
Produtor: Les Vignerons de Buzet
Site: -
Importador: -

Uvas/Corte: Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: 29.684
Preço: 4 euros (375ml)
Onde foi comprado: Nicolas, Saint-German-des-Près, Paris
Quando foi comprado: 28 de agosto de 2010
Degustado em: 28 de agosto de 2010
Onde bebeu: Av. Champs-Élysées, Paris
Harmonizado com: Baguette, queijos e salada
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do ProdutorLes Gascons ont toujours aimé les « tuquets » qui sont de petites collines. Elles permettent de voir assez loin et surtout de planter de la vigne sur leurs pentes bien drainées, situation très favorable aux ceps qui s’y enracinent de bonheur. Sol de graves et bonne exposition donnent un vin doté d’un aimable et beau caractère. Idéalement charpenté, élégant, au goût fruité fort plaisant. Sa fraîcheur en bouche le désigne comme le vin idéal d’un repas joyeux entre amis et parentèle. Les Gascons d’ici disent qu’il « a de la race ». Comment dire mieux ? En précisant peut-être qu’il pourra vieillir 6 à 8 ans sans problème.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Saímos cedo do hotel, mas tínhamos que resolver o acesso à internet e somente quase ao meio-dia é que finalmente entramos no museu D'Orsay, que pegamos fechado no dia anterior. Que linda a exposição do Van Gogh. É emocionante ver de perto quadros tão bonitos. O que mais me chamou a atenção foi um autorretrato. Ficamos ali por um tempo, olhamos tudo. Fiquei muito impressionada com o realismo de algumas pinturas. Pensamos então em visitar o Arco do Triunfo. Atravessamos pela ponte Alexandre III que fica em frente a Les Invalides. Depois, pelo Grand Palais e pelo Petit Palais. Já na Champs-Élysées, entramos em um Monoprix para comprar uma salada. Na noite anterior, compramos itens para formar um "kit": abridor (esquecemos de levar o nosso!), copos de plásticos, guardanapos e talheres. Assim, sem cerimônias, nos sentamos em um dos bancos da famosa avenida e comemos nossos sanduíches e saladinha, acompanhados por uma bela tacinha de vinho. Durante os últimos quatro anos, eu estava me preparando para este momento de "encarar" os vinhos franceses - sempre me senti mais à vontade com os argentinos :). Acho que nunca estarei totalmente pronta, mas creio que estou no caminho.
Nota: 89.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Mais um rótulo de estilo simples, bem francês, com desenho da propriedade
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Para acompanhar nosso "picnic" de almoço, nada melhor que uma tacinha de vinho. Resolvemos comprar uma meia garrafa. Existem boas opções de rótulos neste tamanho na França. Escolhi uma garrafa de uma região menos badalada: Buzet, que fica no sudoeste da França e recebe influência dos vinhos de Bordeaux. Mais um bom vinho, com fruta bem aberta na boca, final com notas levemente doces, vinho bem franco. Bastante agradável e bem feito. Degustado em plena Champs-Élysées.
Nota: 88.0

Um comentário:

Alexandre (Diário de Baco) disse...

Nós também esquecemos de levar o nosso abridor!!

ahaha!