19 de junho de 2010

Domaine de la Petite Cassagne 2006 - Five Heirs Cabernet Franc 2006 - Pago de Cirsus 2006 - Esteva 2007


Nome: Domaine de la Petite Cassagne - Lourensford Five Heirs Cabernet Franc - Pago de Cirsus - Esteva
Safra: 2006 - 2006 - 2006 - 2007
País: França - Africa do Sul - Espanha - Portugal
Região: Nîmes - Stellenbosch - Navarra - Douro
Produtor: Le Cap de Diane - Lourensford - Bodegas Iñaki Nuñez - Casa Ferreirinha (Sogrape)
Site: - - http://www.lourensford.com/ - http://www.pagodecirsus.com/ - http://www.sogrape.pt/
Importador: Premium - Paralelo 35 - Decanter - Zahil

Uvas/Corte: 30% Grenache, 30% Syrah, 40% Carignan - Cabernet Franc, Mourvedre - 20% Tempranillo, 40% Merlot, 40% Cabernet Sauvignon - Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca
Teor alcoólico: 13,5% - 14% - 14,5% - 13%
Rolha: Sintética - Sintética - Cortiça com logomarca - Cortiça pequena
Numeração da garrafa: -
Preço: Não anotei
Onde foi comprado: La Botella, em Ipanema
Quando foi comprado: 01 de junho de 2010
Degustado em: 01 de junho de 2010
Onde bebeu: La Botella, em Ipanema
Harmonizado com: sanduíches, queijos
Com quem: Claudio, Miguel, Marcelo e Ricardo

Comentário do Produtor
ESTEVA 2007 caracteriza-se por uma cor vermelha rubi, muito viva. O seu aroma é dominado por frutos vermelhos maduros (groselha e framboesa), e uma ligeira componente floral de violeta. A sua complexidade deve-se tanto à selecção cuidada de lotes com as castas recomendadas da Região do Douro como à evolução na garrafa. Possui um bom equilíbrio resultante da suavidade da Tinta Barroca, do corpo e persistência da Touriga Franca e da elegância e taninos da Tinta Roriz.

Comentário do Claudio
Rótulo:
-
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Uma noite de ótimos e diferentes vinhos no La Botella. Em mais um encontro mensal dos amigos da faculdade, aproveitamos a noite fria para degustar alguns vinhos. Começamos com o interessante francês de Nîmes. Vinho leve, elegante e sutil. Uma ótima opção para quem quer um estilo de vinho velho mundo, sem pagar os preços altos dos bons vinhos franceses. Um vinho agradável e que não faz feio. Mudamos um pouco o estilo e seguimos com uma indicação do Jean, um ótimo Cabernet Franc sul-africano. Vinho de bom corpo, com claras notas vegetais e de pimentas, taninos firmes, pronto para beber. Estilo interessante desta cepa que gosto bastante. Partimos para a Espanha, com um vinho de estilo um pouco mais moderno, com mais fruta aparente. Vinho fácil de se beber, macio e que agrada. Para finalizar a noite, ainda tivemos fôlego para uma quarta garrafa: o Esteva. Abrimos e infelizmente o vinho tinha sinais claros de estar bouchoneé. Jean um dos donos do La Botella, abriu uma nova garrafa, na qual toda a vivacidade do vinho estava presente. Ótima noite, com vinhos diferentes e interessantes.
Nota: 87.0+, 90.0, 87.0, 88.0

Nenhum comentário: