23 de março de 2010

Pink Goat - Syrah Rosé 2006



Nome: Pink Goat
Safra: 2006
País: Chile
Região: Vale de Limari
Produtor: Tamaya
Site: http://www.tamaya.cl/
Importador: -

Uvas/Corte: Syrah 100%
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Sintética
Numeração da garrafa: -
Preço: R$ 45
Onde foi comprado: Degustare, em Botafogo
Quando foi comprado: 12 de março de 2010
Degustado em: 12 de março de 2010
Onde bebeu: Degustare, em Botafogo
Harmonizado com: Queijos e salaminho
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Rosado rubí con reflejos púrpuras. Nariz fresca muestra frutos rojos con toques húmedos y acentos florales. En boca se muestra su fruta, refrescante acidez y estructura seria, redonda y suave. De final fresco y estructurado.

Comentário da Rafaela
Exame visual: Vermelho clarinho ou salmão escuro.
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Vinho bem agradável, apesar de ser um tanto alcoólico para um rose. Bom final. Nem tão doce, nem tão ácido. Estávamos há um tempão querendo ir beber um vinho ali na Degustare, loja simpática de vinhos instalada da Guilhermina Guinle. Nesta noite, saímos decididos a parar para um vinho. A boa notícia é que a loja fica aberta até as 22h. Mauro, o simpático proprietário, nos deu uma aula sobre rolhas. Manezinho*, mas com avó em Bento Gonçalves, viveu muitos anos na Nova Zelândia e se especializou na área de vinhos. Foi uma noite bem legal, que será repetida qualquer hora dessas.
Nota: 89.0
* Maneira como são chamados os nascidos em Florianópolis.

Comentário do Claudio
Rótulo:
Um rótulo visualmente leve e divertido. Combina com a cor do vinho.
Exame visual: Um bordô suave. Mais intenso que a maioria dos rosés.
Exame olfativo: Nariz intenso com algo de embutido ou couro.
Exame gustativo: Resolvemos finalmente degustar um vinho na Degustare. Em tempos de lei seca no Rio, você poder ir em um lugar perto de casa é ótimo. Local agradável e intimista, resolvemos provar este rosé por indicação do Mauro, dono da delicatessen. É um vinho interessante, de sabor peculiar, com boa presença em boca para um rosé. O nariz se repete na boca, final intenso apresentando especiarias. Paladar foge das notas de frutas ou doces. Vale experimentar
Nota: 88.0

2 comentários:

marcos nunes disse...

Ahn...nada merira da cabeça que os vinhos rosados são elaborados quando os vinhateiros percebem que daquela uva não sairá grande coisa. Então eles suavizam e reduzem o processo,produzinho o tal vinho leve, fácil de beber, agradável, mas que praticamente não é vinho, mas um refrigerante que "lembra vinho". Depois do ressurgimento do rosé bebi várias garrafas, desde franceses a australianos,passando pelos portugueses e até nacionais.N ão adianta, nunca ganharão meu respeito. Pra beber à beira da praia, quando a cor do vinho combina coma cor da pele das mulheres.

Marcão disse...

Gosto de lugares assim, com dono presente e com conteudo para conversar! Quem sabe num sabado qualquer nao damos um pulo lá! A Rafa leva a cafeteira dela e faz uns petiscos para a gente! ;O)