14 de março de 2010

Luigi Bosca Gala I - Malbec/Petit Verdot/Tannat 2005


Nome: Luigi Bosca Gala I
Safra: 2005
País: Argentina
Região: Lujan de Cuyo, Mendoza
Produtor: Leoncio Arizu
Site: www.luigibosca.com.ar
Importador: Decanter

Uvas/Corte: Malbec 85% / Petit Verdot 10% / Tannat 5%
Teor alcoólico: 14,5%
Rolha: Cortiça grande
Numeração da garrafa: -
Preço: 120 pesos
Onde foi comprado: Ligier, em Buenos Aires
Quando foi comprado: 12 de fevereiro de 2008
Degustado em: 5 de março de 2010
Onde bebeu: Em casa, no Rio
Harmonizado com: Queijos, baguette e ótimo pão italiano do Garcia e Rodrigues
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Um sofisticado blend com base de Malbec e pequenas contribuições de Petit Verdot e Tannat. Um vinho musculoso e elegante. De cor profunda, com ricos aromas de frutas vermelhas e delicadas notas de especiarias. Moderno e harmônico, de grande corpo, acaricia o paladar com força, deixando uma sutil lembrança de baunilha. Muito persistente.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Que vinho maravilhoso! Adorei! Começa pela bela garrafa, com um lacre diferente e bonito. A rolha, comprida, pode ser vista sem abrir a garrafa. E quando chega a hora da degustação, a expectativa é alta e o vinho não decepciona. Equilibrado, saboroso, elegante. Foi um ótimo jantar com comidinhas gostosas. Noite perfeita.
Nota: 94.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Bonita e diferente garrafa. Sem a capsula, com um detalhe no topo da rolha. Rótulo imponente.
Exame visual: Violeta vivo.
Exame olfativo: Uma mistura de frutas negras, toques defumados e madeira.
Exame gustativo: Vinho moderno e muito bem feito. A Malbec é muito bem cortada com o Tannat e Petit Verdot. É um vinho que ainda está muito vivo e jovem. Acredito que ele tem tudo para evoluir bem por mais alguns anos. Sabor firme, intenso com taninos ainda marcados e bom corpo. Evolui com tempo aberto, apresentando notas de frutas com especiarias. Boa acidez e final marcante. Gostaria de provar novamente esta garrafa em alguns anos. É um bom vinho, moderno, de um interessante corte. Vale conhecer
Nota: 90.0 +

2 comentários:

marcos nunes disse...

Este Luigi Bosca é bom, porém genérico, como 99% dos vinhos argentinos. Gostoso de beber, não deixa, contudo, impressão particular. Outros vinhos argentinos da mesma faixa são dele indistinguíveis - façam uma degustação às cegas: desafio alguém a diferenciar este vinho de outras dezenas de rótulos produzidos em Mendoza (da mesma categoria, é claro).

Rodrigo Campos disse...

Gostei do blog de vocês, acho que realmente temos que comentar despretenciosamente os vinhos, afinal o paladar e o gosto das pessoas varia muito.

Estou indicando o site no blog que tenho com um amigo (iniciamos um blog parecido há 2 meses).

Confiram nosso blog e indique-nos se gostarem.
Abraço,

Rodrigo
esseeutomei.blogspot.com