9 de julho de 2009

Clos Apalta 2006 - Pintia 2005


Nome: Clos Apalta - Pintia
Safra: 2006 - 2005
País: Chile - Espanha
Região: Apalta, Colchagua - Toro
Produtor: Casa Lapostolle - Bodegas Pintia
Site: http://www.casalapostolle.com/ - http://www.bodegaspintia.com/
Importador: Mistral - Mistral

Uvas/Corte: 43% Carmenère, 30% Merlot, 21% Cabernet Sauvignon e 6% Petit Verdot - Tinta de Toro 100%
Teor alcoólico: 15% - 15%
Rolha: Cortiça
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: - / Mistral
Quando foi comprado: -
Degustado em: 24 de junho de 2009
Onde bebeu: Restaurante Ponderox, no Rio Design Barra
Harmonizado com: -
Com quem: Claudio e demais participantes da reunião

Comentário do Produtor
COLOR: Rrich and dark inked purple red. NOSE: Very expressive nose with the typical expression coming from our old Carmenère grapes from Apalta. Rripe aromas of black fruit, wild berries combined with rich mocha, vanilla and delicate touches of sage and white sweet spices. MOUTH: It opens with concentrated and velvety tannins towards a juicy mid palate and a long lasting finish. Alive in the mid palate with good acidity and soft, elegant yet concentrated structure. Very long finish full of more fruit flavors. SERVICE AND FOOD PAIRING: Decant minimum 1 hour ahead and enjoy at room temperature (16 to 18ºC). I ideal companion for game, lamb, and entrecote fillet. Also good with rich cocoa chocolate desserts.

Color: Cereza picota muy profundo con ribetes amoratados.
Nariz: Potentes aromas a frutos rojos maduros, salvajes tal como arandano, fresas, mora. La madera queda en un segundo plano como complemento sin ser predominante.
Boca: En ataque es opulento sin ser agresivo, un paso de boca con gran presencia y un fin de boca persistente a nivel tánico. En esta fase encontramos la misma gama de aromas que en nariz. Con Pintia intentamos respetar lo más posible los aromas que recuerden de donde proviene el vino, es decir, la uva.

Comentário do Claudio
Rótulo:
-
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Durante um jartar de trabalho, foram degustados estes dois excelentes vinhos. Não fiz anotações detalahdas, mas seguem alguns comentários. Começamos com o Pintia, vinho espanhol da região do Toro, com grande corpo e potência, complexo porém guarda uma certa elegância. Bom intenso final de boca. Vinho que precisa ser decantado por horas. Ainda muito jovem para ser degustado, o ideal é esperar alguns anos para abrir e aproveitar ao máximo este belo exemplar espanhol. Passamos para o Clos Apalta, ícone chileno que estava já aberto e decantando por algum tempo. Vinho muito bem feito com notas da Carmenère e da Cabernet Sauvignon falando alto no conjunto. Vinho complexo, com muitas nuances e também muito jovem ainda para ser degustado. Mesclando perfeitamente elegância e potência.Pede mais alguns anos na garrafa. Dois belíssimos vinhos que ainda tem muito para evoluir.
Nota: -

3 comentários:

Anônimo disse...

Este foi o verdadeiro "infanticidio"!!! :-)

Pedro Cidade disse...

Oi Cláudio.
Provei recentemente na confraria que faço parte o Clos Apalta 2005 que recebeu o título de melhor vinho de 2008 da Wine Spectator e estava muito bom. Você arriscaria uma comparação entre os dois?

Abraço.

Anônimo disse...

Estive no Chile recentemente e nas lojas fiquei sabendo que o vinho dobrou de preço depois da eleição.
E tem gente que não gosta dele não.