2 de junho de 2009

D. V. Catena - Malbec-Malbec 2004




















Nome: D. V. Catena
Safra: 2004
País: Argentina
Região: Lunlunta e Agrelo, Lujan de Cuyo, Mendoza
Produtor: Bodega Catena Zapata
Site: http://www.catenawines.com/
Importador: -

Uvas/Corte: Malbec 100%
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: Cortiça, tamanho médio, com logomarca gravada
Numeração da garrafa: -
Preço: 85 pesos
Onde foi comprado: Catena Zapata, em Mendoza
Quando foi comprado: 18 de dezembro de 2008
Degustado em: 8 de maio de 2009
Onde bebeu: Em casa, no Rio de Janeiro
Harmonizado com: Empanadas do Rei das Empanadas, de Copacabana
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário Produtor
Este vino es el resultado del corte de dos Malbec provenientes de viñedos ubicados em diferentes microclimas de la provincia de Mendoza. Uno de Ellos es de la zona de Lunlunta a 860 mts de altura y el otro es de la zona de Agrelo, a 940 mts. Nuestras investigaciones em Bodega Catena Zapata nos indican que al elaborar un vino varietal de corte con uvas provenientes de estas zonas se obtienen características superiores a las de cada una evaluada individualmente. Cada componente hace su aporte para lograr un vino caracterizado por su notoria concentración y complejidad.

Comentário da Rafaela
Exame visual: Cor superintensa, rubi. Quando caiu no decanter, parecia violeta.
Exame olfativo: Fruta com pimenta, pêssego, laranja e, no final, cigarro.
Exame gustativo: Comprei este vinho durante a visita que fiz à Catena Zapata, em Mendoza, em dezembro passado. Infelizmente, não harmonizou com a comida. De qualquer forma, é um ótimo vinho, classudo. Creio que por causa da comida, ficou levemente ácido. Ele me pareceu fugir um pouco dos malbecs argentinos a que estou mais acostumada. O vinho tem uma boa permanência. As primeiras duas taças foram como os primeiros 10 minutos de corrida, mais difíceis, mas depois disso, assim como numa corrida, tudo foi uma beleza. Lá pelas tantas, achei um gosto de damasco, talvez um quê de morango. Vale provar.
Nota: 90.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Um rótulo clássico e elegante. Feito em um papel especial com uma ilustração da imagem de Domingo Vicente Catena, que poderia ser mais trabalhada. Um rótulo com estilo.
Exame visual: Violeta intenso, opaco. Bonita cor.
Exame olfativo: Um pouco fechado. Notas de frutas escuras e pimenta.
Exame gustativo: Vinho que difere um pouco dos tradicionais Malbecs argentinos. É um corte de dois malbecs de duas regiões diferentes. Na boca é intenso, de bom corpo e boa textura. Vinho que dá a impressão de já seguir uma nova tendência para os Malbecs argentinos: madeira e fruta estão bem domados tentando buscar um caminho da elegância. Um bom vinho, com personalidade, bem feito. Leve amargor no final, mas não pareceu defeito. Decantamos por 40 minutos, Ainda pode evoluir na garrafa.
Nota: 88.0+

Nenhum comentário: