6 de março de 2009

Château Canteloudette - 2004



Nome: Château Canteloudette
Safra: 2004
País: França
Região: Bordeaux
Produtor: Château Canteloudette
Site: -
Importador: -

Uvas/Corte: -
Teor alcoólico: 12,5%
Rolha: De cortiça, levemente infiltrada.
Numeração da garrafa: -
Preço: Gentilmente presenteado pela Marie e pelo Mário
Onde foi comprado: em Paris
Quando foi comprado: no segundo semestre de 2007
Degustado em: 14 de fevereiro de 2009
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Azeites e peru com risotto de açafrão
Com quem: Claudio, Rafaela, Marie e Mário

Comentário do Produtor
-

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Sem querer parecer exagerada, mas acho que das degustações que fizemos com os amigos para mostrar nossa sala nova, essa foi a que teve os melhores vinhos, os que se mostraram mais agradáveis e completaram a comida mais perfeitamente. A partir de agora, posso começar a dizer que gosto de vinhos franceses. Este tinha gosto de frutas vermelhas no final e era levemente adstringente.
Nota: 89.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Típico rótulo tradicional francês: ilustração do Château e tipologia tradicional.
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: No dia-a-dia, acabamos degustando uma quantidade maior de vinhos do Chile e da Argentina: pela proximidade, facilidade de compra, preço etc. A grande maioria dos vinhos vindos destes países tem o estilo "novo mundo": intensidade de fruta, teor alcóolico alto, madeira marcada etc. Quando degustamos um vinho francês, que provalvelmente na França seria um bom vinho para o dia-a-dia, percebemos o quanto é prazeroso beber um vinho com estilo completamente diferente daquele que acabamos bebendo mais. O Mario nos trouxe da França, de presente, este Bordeaux. Guardamos por algum tempo até surgir a oportunidade de um jantar para o degustarmos juntos. Foi o segundo vinho da noite e uma boa surpresa. Vinho muito bem feito, equilibrado e, principalmente, elegante. Vinho leve, que dava vontade de beber mais a cada gole. Sem excesso, primava pela delicadeza dos sabores, mesmo parecendo ser um vinho básico. Ótima experiência. Vinho feito para acompanhar um jantar. Uma pena que a grande maioria de vinhos franceses que chega ao Brasil,  com um custo razoável, não seja tão boa. Acho que vale a experiência: depois de muitos vinhos "novo mundo", abrir uma boa garrafa de um vinho francês, por exemplo. Seu paladar vai te agradecer.
Nota: 89.0

Nenhum comentário: