20 de janeiro de 2009

Tabalí - Cabernet Sauvignon 2006


Nome: Tabali
Safra: 2006
País: Chile
Região: Valle del Limarí
Produtor: Viña Tabalí
Site: http://www.tabali.com/
Importador: -

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon
Teor alcoólico: 13,5%
Rolha: -
Numeração da garrafa: -
Preço: 3.600 pesos
Onde foi comprado: Restaurante Rivoli, em Santiago
Quando foi comprado: 22 de dezembro de 2008
Degustado em: 22 de dezembro de 2008
Onde bebeu: Restaurante Rivoli, em Santiago
Harmonizado com: Fettuccine a Bolognese
Com quem: Rafaela

Comentário do Produtor
Es un vino que presenta un color rojo rubí intenso, concentrado, con suaves tonos ladrillos. Su aroma es intenso y clásico, con fruta seria y madura y un toque muy interesante de mentol y eucaliptos. De cuerpo medio, combina muy bien los aromas tostados y de vainilla provenientes de su guarda en barrica de roble. Es un vino de gran estructura, suave y redondo que acompaña perfectamente en cualquier momento.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: No meio da manhã, deixei Mendoza, depois de duas semanas de curso de espanhol. No caminho de volta, de ônibus, pude ver a camada branca que permanece no alto dos Andes, mesmo sendo verão. O engraçado da viagem foi ser confundida com uma francesa ao explicar a um casal de alemães o que o guarda da imigração estava dizendo. Eles falaram que meu alemão tinha sotaque francês - língua que sei meia dúzia de palavras. Chegando a Santiago, fui procurar o hostel em que ficaria hospedada por duas noites. Feito isso (se alguém for ficar no Che Lagarto, vá de Mendoza a Santiago pela Ahumada, pois o terminal de ônibus é bem na frente do albergue), fui dar uma volta pelo centro da cidade. Às vésperas do Natal, a cidade estava cheia. Cansei de tudo aqui e como estava morrendo de fome, resolvi ir para a Providencia para jantar. Escolhi o Rivoli, restaurante ao qual já havíamos ido. Enquanto esperava que abrisse, dei uma voltinha nas lojas dos arredores, mas estava tão faminta. Para minha felicidade, ao voltar já estava aberto. Pedi um fettuccine e uma tacinha desse Tabalí. Foi uma boa opção para renovar as energias. Saí quase rolando, pois o prato era enorme. Caminhei mais um pouco por ali e fui para o albergue, onde apaguei até o dia seguinte. O vinho, pelo que lembro, era bem normal, sem nada de especial, mas bem agradável. Quem sabe eu prove noutro dia para tirar a prova.
Nota: 87.0

Nenhum comentário: