29 de dezembro de 2008

Marco Luigi Brut Reserva de Família 2006 *



* Esta foi a 11ª edição da harmonização virtual entre blogs. Tínhamos acabado de publicar a última harmonização, quando a Nina nos escreveu sugerindo uma harmonização de fim de ano, com um mix de frutas secas. Claudio pensou um pouco e resolveu sugerir um espumante da Marco Luigi para acompanhar. Havíamos experimentado um, que gostamos muito, e resolvemos provar outro. Nina também sugeriu que incluíssemos um chá. Apesar de ela entender também de chás, resolveu pedir a sugestão de uma especialista, a Yuri, do Chá e Poesia. Estava fechado o "menu" da harmonização. Confira como foi a experiência, abaixo e também no Gourmandise, blog da Nina e do Marcel, e no da Yuri.

Nome: Marco Luigi Brut Reserva de Família
Safra: 2006
País: Brasil
Região: Vale dos Vinhedos
Produtor: Marco Luigi
Site: http://www.marcoluigi.com.br/
Importador: -

Uvas/Corte: Chardonnay 50%, Pinot Noir 45% e Merlot 5%
Teor alcoólico: 12%
Rolha: De cortiça
Numeração da garrafa: - / 3.000 garrafas produzidas
Preço: R$ 35 (preço médio)
Onde foi comprado: Diretamente da vinícola
Quando foi comprado: Outubro de 2008
Degustado em: 26 de dezembro de 2008
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Mix de frutas secas, com uma entradinha de bacalhau com batatas
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
O espumante Brut é elaborado com as variedades Chardonnay, Pinot Noir e Merlot pelo método Champenoise (fermentação na própria garrafa). As uvas são colhidas em um estágio avançado de maturação para proporcionar mais complexidade e personalidade. Cor: Amarelo palha.Perlage: apresenta perlage persistente, fina e numerosa. Aroma: O aroma lembra ameixa preta, mel, amêndoa com notas de pão torrado.Sabor Na boca é equilibrado, com ótima acidez e persistência. No paladar revela uma bebida rica, harmônica, seca, complexa e com final elegante.

Comentário da Rafaela
Exame visual: Amarelinho, bem claro e com muitas bolhinhas.
Exame olfativo: Cheiro da área de produtos de limpeza de um supermercado. Infelizmente, foi tudo que senti, mas segundo o Claudio, ele era rico em cheiros - não para o meu nariz.
Exame gustativo: Normalmente, eu não gosto de espumantes brut, mas esse é diferente. Ele não tem aquele amargo que me incomoda nos bruts. Com as frutinhas secas, ficou ainda mais equilibrado. Adorei. Fui testando cada fruta do mix sugerido pela Nina e gostei bastante com o figo e com uma combinação de castanha de caju e passas brancas. A castanha do Pará estava com gosto de chocolate e não harmonizou muito. Antes de começarmos a harmonização propriamente dita, provamos o espumante com um bacalhau (da mesma receita que usamos na harmonização número nove). Foi também uma boa combinação. Enquanto fazíamos a harmonização, escutamos um CD novo, que comprei em Mendoza, da cantora mexicana Julieta Venegas - que fez show no Canecão dias atrás e o Claudio conseguiu assistir. A degustação ficou ainda melhor. Depois, fomos ver uns videos do show no YouTube. Quando voltei à cozinha para dar uma arrumada na bagunça, dei um berro para o Claudio: havia ainda o chá!!! Antes de falar sobre o chá, gostaria de dizer à Yuri muito obrigada pela gentileza de deixar em nossa portaria um pouco do Coin Shaped Pu Erh. Bom, não somos grandes conhecedores de chá, mas achamos o chá muito agradável e gostoso. Eu adoro tomar chá em dias chuvosos e esse, com certeza, seria uma boa companhia.
Nota: 90.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Falta um pouco mais de equilíbrio ao rótulo. As cores usadas deixam um pouco pesado. Gosto da utilização da assinatura, mas o conjunto poderia ser mais leve o que deixaria mais próximo do espumante.
Exame visual: Dourado leve.
Exame olfativo: Toques de maçã, mel e amêndoas. Início bem intenso.
Exame gustativo: A idéia era fazer uma harmonização com espumantes. Havia degustado o ótimo Moscatel da Marco Luigi e resolvemos indicar um outro espumante desta mesma vinícola para provar. O Reserva da Família Brut não decepcionou e foi mais uma boa surpresa desta vinícola do Vale dos Vinhedos. Espumante muito bem equilibrado, elegante, fácil de beber e muito agradável. Boa acidez e agradável permanência em boca. A produção é pequena, cerca de 3.000 garrafas, feitas com muito cuidado. Um espumante nacional que vale ser provado. Foi uma boa companhia para o mix de castanhas e frutas proposto pelo Gourmandise. Provado separadamente achei que a melhor combinação com o espumante foi a castanha de caju e as passas pretas. Depois provamos o chá Coin Shaped Pu Erh, indicado pelo blog "Chá e Poesia". Gostei do chá, também muito agradável. Porém, como não tenho referência sobre chás, não posso fazer uma análise mais profunda, de qualquer forma acho que vale provar. Foi uma harmonização bem agradável. E que em 2009 venham muitas outras.
Nota: 89.0+

2 comentários:

Paty disse...

Oi!
Bem tentamos participar desta harmonização, mas não tive tempo de correr atrás do espumante. Fui em 4 lugares e não tinha. :/

Feliz ano novo para vcs! beijos e abraços,

dos Bons de Garfo.

Yuri disse...

Rafaela e Cláudio,
muito obrigada pelo convite e foi um prazer participar da harmonização. Adoro vinho mas sou leiga demais e por isso bookmarquei vocês no meu blog e prometo visitá-los com mais frequência! :-)
Um ótimo 2009 para vocês!!!
Beijos,
Yuri