2 de dezembro de 2008

Innominabile Lote II - 2005/2006



Nome: Innominabile Lote II
Safra: 2005/2006
País: Brasil
Região: Água Doce - Santa Catarina
Produtor: Villaggio Grando
Site: www.villaggiogrando.com.br
Importador: -

Uvas/Corte: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot, Malbec e Pinot Noir
Teor alcoólico: 14%
Rolha: De cortiça, bom tamanho, com a logomarca gravada.
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: Essen, em Florianópolis
Quando foi comprado: 26 de maio de 2008
Degustado em: 25 de novembro de 2008
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Pizza de mussarela da Ecellenza
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Innominabile lote II É um vinho das safras 2004, 2005 e 2006 sendo cortado, além das safras, as uvas Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Malbec, adicionado Pinot Noir. A cada safra guarda-se 20%, que é incorporada na safra seguinte. Todo vinho descansa por 6 meses em barricas de carvalho francesas novas, com procedência de diferentes bosques e com tostados, igualmente, diferentes. O teor alcoólico é de 14%. É um vinho complexo, de guarda, o qual, acreditamos estará em sua plenitude no decorrer de alguns anos. De cor rubi profundo e brilhante, apresenta a vivacidade que antecipa a presença de aromas frutados e um pequeno halo atijolado indica sua maturidade recente. Sua composição aromática prima pela riqueza de sensações, permitindo aromas de fumo em rama, baunilha, coco e amoras silvestres, uma evolução que pode ser comparada a pequenas e sucessivas explosões aromáticas. A mescla de aromas frutados e de especiarias, com o leve envolvimento dos aromas do carvalho por onde estagiou, faz da complexidade e da elegância as palavras que melhor podem tentar definir um aroma também inominável. Em boca prima pelo equilíbrio entre o teor alcoólico e a acidez que é quase imperceptível, o que lhe fornece vivacidade, mas são seus taninos macios que o definem como um vinho estruturado e aveludado que por apresentar uma boa persistência se fazer sentir com elegância e singularidade após ser degustado.

Comentário da Rafaela
Exame visual: Bordô, bem bonito.
Exame olfativo: Lembra cheiro - sim, às vezes, os sentidos se misturam - de fazenda, de galpão.
Exame gustativo: Este parece um vinho de velho mundo. Mostra-se equilibrado, agradável, tânico. Harmonizou bem com a pizza. Esta semana, anterior à viagem ao Chile está tão corrida, que até mesmo minhas anotações estão telegráficas. Que fique bem claro, todavia, de que se trata de um vinho muito bom.
Nota: 90.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Rótulo interessante em papel vergê com uma pequena ilustração de dois caçadores em preto.
Exame visual: Bordô
Exame olfativo: Bem velho mundo. Lembrando algo de campo, umidade. Difícil definir.
Exame gustativo: Alguns dias depois de ter degustado um vinho com cortes de diferentes uvas de diferentes safras, o argentino Quorum, provamos o brasileiro Innominabile Lote II que também é feito desta forma. Mais um vinho de Santa Catarinaque degustamos com bom resultado. Início um pouco fechado mesmo tendo deixado decantar por algum tempo. Ele precisa de uma decantação maior para se abrir. Vinho muito interessante, de corpo médio e de paladar bem peculiar e diferente. Cria um vinho com bastante personalidade e de estilo velho mundo. Vinho elegante, me pareceu ser um vinho gastronômico e que ainda pode crescer na garrafa por mais algum tempo. Leve adstringência, sabor firme e envolvente que permanece no céu da boca e final com toque de alguma especiaria ou mentol. Um vinho muito interessante e que merece ser provado.
Nota: 89.0 +

Um comentário:

O Tanino disse...

Olá Confrade,

conforme solicitado, o vinho que escolhi para a proxima degustação é o Santa Carolina Varietal Merlot 2007

Se não for incomodar demais, pediria uma ajuda a voce para divulgar o vinho para os demais confrades, pois não conheço todos que fazem parte da confraria.

Muito obrigado

Jean
www.otanino.blogspot.com