17 de dezembro de 2008

Casablanca Coleccion Privada - Merlot 2006


Nome: Casablanca Coleccion Privada
Safra: 2006
País: Chile
Região: Valle Del Maipo
Produtor: Viña Casablanca
Site: http://www.casablancawinery.com/
Importador: -

Uvas/Corte: Merlot 100%
Teor alcoólico: 14,5%
Rolha: Sintética e preta.
Numeração da garrafa: -
Preço: 7.000 pesos chilenos
Onde foi comprado: Restaurante El Pecado del Vegetariano
Quando foi comprado: 3 de dezembro de 2008
Degustado em: 3 de dezembro de 2008
Onde bebeu: Restaurante El Pecado del Vegetariano
Harmonizado com: Risotto de cogumelos (Claudio – 4.200 pesos chilenos) e risotto de camarões equatorianos (Rafaela – 3.600 pesos chilenos)
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Complexo e elegante, neste vinho encontramos aromas de frutas vermelhas maduras, mescladas à notas de baunilha e chocolate. Concentrado, tem sabores marcantes e longa persistência.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Pensando agora nesta primeira noite em Santiago, a impressão de que me dá é de que a vivi meio no piloto-automático. Estava muito cansada. Acordamos supercedo no Rio e foi uma viagem sem parar até Santiago. Logo depois de deixar as malas no hotel, corremos para o centro para aproveitar o resto do dia. Caminhamos muito por lá, vimos a Plaza de Armas, o Palacio de La Moneda, as várias ruazinhas repletas de lojas de departamentos. Depois da maratona de várias horas pelo centro, tomamos um banho rápido e fomos atrás das indicações de restaurantes que tínhamos. Pegamos o metrô e fomos direto para a Providencia, na tal Rua Suécia, que todos os guias apontam como o local para comer e se divertir. Sei lá. Talvez por morar no Rio, uma cidade turística, existam coisas que não gosto muito, como, por exemplo, garçons abordando as pessoas no meio da calçada. Isso tem em Copacabana e acho meio desagradável. A tal Rua Suécia é assim também. Até tem vários restaurantes, mas você nem consegue olhar direito o quadro-negro com as opções, pois já tem um garçom metendo um cardápio na sua cara e querendo te puxar para dentro. Fugimos dali e ficamos meio sem saber o que fazer. Resolvemos dar uma caminhada, apesar do avançado da hora – eram quase 11 da noite –, e procurar outras opções. Fomos parar numa perpendicular à Avenida Providência e lá vimos o El Pecado. Perguntamos se ainda estava aberto e entramos. Os garçons estavam com pressa, percebia-se, mas mesmo assim foram bem amáveis e prestativos. A comida estava ótima. O vinho não era lá grandes coisas, achei ácido demais, forte demais, não harmonizou com a comida... O jantar foi bom, mas o vinho não teve nada a ver com isso. Se alguém for a Santiago, este é um restaurante bem honesto, de comida boa e preços bem em conta.
Nota: 85.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Rótulo bem simples. A vinícola mudou esta linha de vinhos e seus rótulos. A linha agora se chama Cefiro.
Exame visual: Violeta Vivo.
Exame olfativo: Mix de frutas e, com menos intensidade, notas herbáceas, pimentão, terra.
Exame gustativo: Depois de acordar cedo, viajar e andar bastante por Santiago, fomos jantar e escolhi um vinho mais básico para acompanhar nosso primeiro jantar. O Casablanca Merlot é um vinho básico, mas de paladar interessante, sabor bem intenso e rico. Com muita tipicidade, é um Merlot verdadeiro, com o seu final de boca bastante típico, com notas vegetais e pimentão. Funcionou melhor com o meu risotto (os pratos estavam muito bem feitos e saborosos). Com o de camarão acentuou muito as notas de pimentão. É um vinho que oferece bastante pela sua faixa de preço. Gostei do vinho mais do que a Rafaela. Um vinho que vale por sua tipicidade.
Nota: 87.0

2 comentários:

Alexandre (Diário de Baco) disse...

Oi Cláudio!

E esses 14.5% de álcool?
não apareceu muito não?

abs!
Alexandre

Le Vin au Blog disse...

Fala Alexandre,

Também pensei que ele apareceria...mas estava bem integrado. Com o risotto de camarão da Rafaela que o vinho não funcionou bem. Acho que foi por isto que ela não gostou tanto. Este Casablanca é um vinho "sem maquiagem". Trouxemos uma outra garrafa desta mesma vinícola. Vamos ver como ele será.

Abs.,