30 de dezembro de 2008

Amayna Chardonnay 2006 - Cefiro S. Blanc 2007



Nome: Amayna - Cefiro
Safra: 2006 - 2007
País: Chile - Chile
Região: Leyda - Valle de Casablanca
Produtor: Garcés Silva - Viña Casablanca
Site: http://www.vgs.cl/ - http://www.casablancawinery.cl/
Importador: -

Uvas/Corte: Chardonnay 100%; Sauvignon Blanc 100%
Teor alcoólico: 14,5% - 13,4%
Rolha: - ; tampa de rosca
Numeração da garrafa: -
Preço: -
Onde foi comprado: Restaurante Tierra Noble, em Santiago - Loja Vinoteca de Viña del Mar
Quando foi comprado: 4 de dezembro de 2008
Degustado em: 4 de dezembro de 2008
Onde bebeu: Restaurante Tierra Noble, em Santiago
Harmonizado com: Atum grelhado com papas fritas (Claudio) e salmão com purê (Rafaela)
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Amayna: Intenso como el mar, sus aromas nos evocan frutos secos y papayas mezclados con una barrica elegante y ligeras notas minerales. En boca es de gran estructura, elegancia y exquisita persistencia.
Cefiro Sauvignon Blanc 2007: muestra un intenso color amarillo verdoso. En aromas tiene un marcado carácter floral, además de notas frutales como clementina y piel de limón. Es un vino fresco, con intensos aromas a frutas como peras, piñas y notas de menta. Al paladar es fresco, de rica acidez y con una suave nota mineral. Es un Sauvignon Blanc bien balanceado, con sabores frutales y minerales, una buena estructura y un largo y persistente final.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Apesar de o vinho ter harmonizado bem com a nossa comida, era muito licoroso para o meu gosto. Não que eu não goste de vinhos licorosos, eu só não estava esperando algo tão licoroso para acompanhar um jantar. Nesse dia, estávamos também um pouco cansados, pois havíamos ido até Viña del Mar. Para aproveitar o carro, passeamos um pouco pelo bairro Vitacura e depois escolhemos um restaurante que havíamos achado bonito em outro dia. O restaurante é realmente bom, mas não estávamos muito em forma. O dia foi bastante agitado, começando com as visitas às vinícolas (Casa Marin e Matetic) e depois o passeio na fria Viña del Mar. Enquanto caminhávamos pela cidade, paramos em uma loja de vinhos - Vinoteca. O Claudio estava olhando os vinhos e eu sentei-me em uma poltrona para esperá-lo, quando uma mocinha me ofereceu uma taça de vinho branco. O Cefiro me lembrou um pouco um vinho que havia provado numa degustação de brancos do Zona Sul, com gostinho de pimentão. Acho que eu não estava muito preparada para beber vinhos nesse dia...
Nota: -

Comentário do Claudio
Rótulo:
Os dois rótulos são equilibrados, limpos e bem feitos. Utilizam bem tipologia manuscrita.
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Depois de visitarmos as vinícolas, seguimos para conhecer Valparaíso e Viña del Mar. Visitamos uma loja Vinoteca em Viña. A loja estava cheia de americanos que estavam comprando bastante. Acho que os vendedores resolveram agradar os americanos e serviram o Cefiro. A Rafaela que estava ao lado também ganhou uma taça deste vinho. Apenas provei, sem fazer nenhuma anotação. Lembro apenas de ser um Sauvignon bem fresco e sem tanta complexidade quanto aqueles que tínhamos degustados nas vinícolas pela manhã. A noite, já de volta em Santiago saímos para jantar. Estava um pouco cansado e com dor de cabeça e nem aproveitei direito a taça do Amayna que pedimos para acompanhar o atum grelhado. Vou ter que experimentar novamente este vinho para fazer uma análise. Uma coisa curiosa que observei em Santiago: se você vai viajar para lá e quer comprar vinhos premiuns/ícones, vale a pena observar a carta de vinhos de alguns restaurantes. Em muitas situações os preços destes vinhos nos restaurantes é mais barato que nas lojas e que nas próprias vinícolas.
Nota: -

Nenhum comentário: