15 de dezembro de 2008

Marco Luigi - Moscatel * #cbe


* Este espumante é a indicação do Le Vin au Blog para a Confraria Brasileira de Enoblogs. Os Confrades resolveram indicar um espumante para o final do ano. Não deixe de conferir as indicações dos outros blogs.

Nome: Marco Luigi
Safra: -
País: Brasil
Região: Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul
Produtor: Marco Luigi
Site: http://www.marcoluigi.com.br/
Importador: -

Uvas/Corte: Moscatel 100%
Teor alcoólico: 8%
Rolha: -
Numeração da garrafa: -
Preço: R$ 27
Onde foi comprado: Diretamente com a Marco Luigi por telefone
Quando foi comprado: outubro de 2008
Degustado em: 6 de novembro de 2008
Onde bebeu: Em casa
Harmonizado com: Sushis e sashimis do Benkei
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Elaborado com uva moscato pelo processo “Asti”, típico do Norte da Itália. Ligeiramente doce, aromático, leve e fino. Apresenta aromas intensos lembrando jasmim, melão, guaraná e mel.As borbulhas são ativas, muito finas e numerosas finalizando com ótima coroa.Bebida leve, refrescante ideal para acompanhar doces e frutas. Produção: são elaboradas em média 10.000 garrafas/ano. Temperatura ideal para consumo: 4° a 6° C.

Comentário da Rafaela
Exame visual: -
Exame olfativo: -
Exame gustativo: Não é porque o espumante tem apenas 8% de graduação alcoólica que você pode deixar de beber um copo de água para cada taça. Tá, tudo bem, isso pode parecer exagerado, talvez possa tentar um copo para cada duas taças. Só, por favor, não cometa o erro que eu cometi, de beber apenas um mísero copinho de água para meia garrafa... Não que o dia seguinte tenha sido infernal, mas pode ter certeza de que não foi um dia como outro qualquer... Depois dessa pequena observação, gostaria de dizer que adorei este espumante. Eu sou fã da uva moscatel. Sei que alguns meninos torcem o nariz para ela, por ser mais docinha, mas as meninas costumam amar e eu faço parte deste grupo. Este espumante é muito bom, levinho (mas não esqueça da água para acompanhar!), doce na medida certa. E o que mais me surpreendeu é que harmonizou com sushi! Nunca passou pela minha cabeça que essa harmonização seria possível. Quando eu morava em Florianópolis e costumava sair com minhas amigas para comer sushi, algumas de nós pedíamos saquê quente para acompanhar. Sempre achei que, em termos de bebida alcoólica, essa sempre foi a melhor combinação. Fui surpreendida. Ficou ótimo. Agora, pretende testar com vinho branco.
Nota: 89.0

Comentário do Claudio
Rótulo:
Parece-me que a Marco Luigi está trocando os rótulos dos vinhos. Costumavam usar uma linguagem que procurava parecer artesanal. Acho que era muito carregada. Um dos ícones usados era a simulação de papel rasgado. Neste caso, mesmo sendo um rótulo mais novo, continuaram usando o mesmo recurso gráfico. Eu acho que é um recurso um pouco ultrapassado. Gosto do uso da assinatura. Poderia evoluir, se trabalhassem melhor este ícone.
Exame visual: Transparente, quase incolor.
Exame olfativo: Lembra festa de final de ano. A Rafaela falou que lembrava algo de batata frita e por incrível que pareça, não sei se influenciado por ela, também achei que tinha algo de batata frita sim. (Ou será que tinha alguém fritando batatas em algum apartamento?)
Exame gustativo: Quando veio a idéia de indicar um espumante no mês de dezembro, logo lembrei do Marco Luigi Moscatel, que tinha comprado diretamente da vinícola. O João Filipe, do blog Falando de Vinhos, sempre escreve falando muito bem sobre espumante e acabei encomendando uma garrafa para degustar. Não sou fã da uva Moscatel, do doce em excesso que normalmente vemos nestes espumantes. Contudo, este Marco Luigi se mostrou muito agradável e, principalmente, muito equilibrado e sem o açúcar residual em excesso. Estava na medida certa. Na boca é agradável, boa textura, fácil de se beber e com toques de pêssegos e algo de uva itália. Ótima surpresa. Acompanhou bem o sushi, mas acho que ficaria muito mais interessante com uma sobremesa com morangos, por exemplo. Um bom espumante que acaba rápido e merece ser provado. Recomendo. Nesta semana, o degustarei novamente e farei o teste com uma sobremesa.
Nota: 88.0 +

2 comentários:

Iví K. Amárál disse...

Olá meninos, eu achei interessante a descrição de aroma de batata frita do vinho, é muito criativo. Me deu vontade de experimentar só pra ver se tem mesmo.
Bjos
Ivania
www.ivini.com.br

João Filipe disse...

Meus amigos, com isso encerro meu caso! Quando digo que é o melhor espumante Moscatel do Brasil, acho que não exagero, é exatamente por esse incrível equilibrio que ele consegue, pelo fato do teor de açucar residual ser baixo e por possuir uma acidez muito correta que coloca tudo em seus devidos lugares. Claudio, tenho que provar com sushi, mas aqui em casa o tomo realmente na sobremesa especialmente acompanhando morangos com chantilly ou uma salada de frutas com sorvete de creme. Bom demais, sem preconceito!