30 de janeiro de 2007

Conde de Valdemar Crianza 2001




















Nome: Conde de Valdemar
Safra: 2001
País: Espanha
Região: Rioja - Oyon vale de Ocon
Produtor: Bodegas Valdemar SA
Site: http://www.familiamartinezbujanda.com/Home.aspx

Uvas/Corte: Tempranillo 90%, Mazuelo 10%
Teor alcoólico: 13%
Preço: 10 euros
Onde foi comprado: Barcelona, Espanha
Quando foi comprado: 27 de julho de 2005
Degustado em: 27 de janeiro de 2007
Onde bebeu: Em casa, no Rio de Janeiro
Harmonizado com: Queijos Gouda e Gruyere, Cogumelos, pães e Pasta de Manjericão
Com quem: Claudio e Rafaela

Comentário do Produtor
Acidez Total: 5.40 gr/lt. tartárica
Fecha de vendimia: 1ª semana de Octubre
Envejecimiento: 18 meses en barrica de roble Americano y Francés.
Ficha de Cata:
Vista: De color rojo cereza oscuro, con tonos violáceos. Limpio y brillante. Con muy buena capa de color.
Aroma: Intenso y profundo. Con notas a frutas maduras bien integradas con la madera, que le aporta agradables tonos especiados.
Boca: En boca es carnoso y sabroso, con un excelente equilibrio tánico y una larga persistencia.
Maridaje: Acompaña muy bien a la caza, asados, carnes rojas, y es perfecto con una tabla de quesos curados y embutidos.
Temperatura de servicio: 16/18º C.

Comentário da Rafaela
Exame visual: Tom cereja, mas com toques de laranja nas bordas.
Exame olfativo: Eu não estava sentindo muitos cheiros nesse dia, nem mesmo aqueles meio bizarros que costumo sentir, mas quando o Claudio falou sobre chocolate, o que senti não foi exatamente cheiro de chocolate em barra, mas do chocolate em pó quando misturado em uma massa de bolo pronta para ser colocada na fôrma. Depois disso, nada mais de cheiros, infelizmente - comecei a gostar disso, mas meu nariz nem sempre está disposto a me ajudar.
Exame gustativo: Claudio se esqueceu de dizer que o vinho combinou muito com o queijo gouda... então, eu digo... apesar de gouda não ser o meu queijo preferido. O sabor é muito bom, sedoso. O que veio à minha cabeça ao bebê-lo foi o prazer de, num dia frio, ser envolvida por um cobertor quentinho. É essa sensação de aconchego, de conforto, que este vinho desperta. Vale a pena provar mais uma vez e creio que faremos isso no futuro. Tempranillo é uma das uvas que mais me agradam, junto com Malbec, Pinot Noir e Cabernet Franc. Meus conhecimentos são mínimos, mas aos poucos vou sabendo o que gosto mais. A combinação de velinhas que fizemos na varanda contribuiu para que o vinho ficasse melhor ainda. :)
Nota: 93.0

Comentário do Claudio
Exame visual:
Tom de cereja puxando para o telha.
Exame olfativo: Rico em seu nariz. Início puxando para o chocolate e a baunilha. Passando para madeira úmida, cogumelos. Muito agradável.
Exame gustativo: Vinho bem estruturado. Sedoso e redondo. Com forte sabor da uva em seu primeiro impacto e final macio. Carnudo e muito bem equilibrado. Vinho pronto para beber. Foi decantado por 1:30h antes de ser degustado. Poderia ter sido decantado por mais tempo. Servido a cerca de 18º. Os 18 meses de envelhecimento em barril dá excelente estrutura a este vinho. Um vinho envolvente. Recomendo.
Nota: 91.0 +

Nenhum comentário: